A transferência e o desejo do analista no caso do Homem dos Ratos

Juliana Bartijotto

Resumo


Este artigo aborda o conceito de transferência relativo ao caso do Homem dos Ratos, escrito por Freud em 1909. O objetivo foi expor o funcionamento da transferência, conceito formalizado por Freud e, também, o desejo do analista, termo proferido por Lacan a partir da invenção do objeto a. Para isso, recorri aos comentários de Lacan sobre a estrutura obsessiva, seus sintomas e sua fantasia. Desse modo, o texto foi construído a partir da passagem da lógica fálica à noção de objeto a, um conceito topológico que possibilita ao analista direcionar o tratamento pautado no objeto impossível de apreender.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ágora - estudos em teoria psicanalítica
Instituto de Psicologia UFRJ
Campus Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 - Pavilhão Nilton Campos - Urca
22290-240 Rio de Janeiro RJ

e-mail: revistaagoraufrj@gmail.com