Traumas maxilofaciais, etiologia e perfil dos pacientes: um estudo exploratório

Ilky Pollansky Silva e Farias, Italo de Macedo Bernardino, Lorena Marques Nóbrega, Rafael Grotta Grempel, Sergio d Avila

Resumo


Objetivo: Traçar o perfil dos pacientes internados com trauma de face em um hospital localizado em uma região metropolitana do Nordeste do Brasil. Métodos: Tratou-se de um estudo transversal e exploratório. Um total de 244 casos atendeu aos critérios de elegibilidade, sendo incluídos na amostra. As variáveis estudadas incluíram características sociodemográficas das vítimas, etiologia, tipos de traumas, modalidades de tratamento, tempo de internação e trimestre de atendimento. Foi feita estatística descritiva e Análise de Cluster. Resultados: A média de idade dos pacientes foi 31,16 anos (DP = 15,17 anos) e o tempo médio de internação foi de 6,32 dias (DP = 7,75 dias). Verificou-se a formação automática de 4 clusters com perfis distintos de pacientes. As variáveis que mais contribuíram para a diferenciação externa entre os clusters foram: tempo de internação (p < 0,001), etiologia (p < 0,001), tipo do trauma facial (p < 0,001), presença de trauma associado (p < 0,001), tipo de tratamento (p < 0,001) e trimestre de atendimento (p < 0,001). Conclusão: A maioria dos pacientes eram homens, vítimas de acidentes de trânsito, que apresentaram fratura do complexo zigomático, sendo submetidos a tratamento cirúrgico. Nível de Evidência III, Estudo Retrospectivo.



Atha Comunicação e Editora Ltda Rua Machado Bittencourt, 190 conj. 410 CEP: 04044-903 Vila Clementino Tel.: 5579-5308/ 5087-9502