Aplicação da classificação de Schatzker através de imagens de radiografias e tomografias em aparelhos smartphones

roberto medeiros de sousa, Mauro Rodrigues dos Santos, Junichiro Sado Junior, Osman Rodrigues Roriz

Resumo


OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade intraobservador da classificação de Schatzker para fraturas do platô tibial através de aplicativos de smartphones.
MÉTODOS: Foram avaliadas radiografias em duas incidências (anteroposterior e perfil) e cortes tomográficos (axial, sagital e coronal) de 37 pacientes com fratura de platô tibial. Dois avaliadores, especialistas em cirurgia de joelho, classificaram os casos, visualizando as imagens através de smartphones e depois presencialmente, das radiografias isoladas e depois de radiografias associadas a cortes tomográficos em 4 etapas distintas. Os dados foram submetidos à análise estatística com o coeficiente kappa (k).
RSULTADOS: Houve concordância intraobservador, comparando os dois métodos de visualização presencial ou através de smartphone, apresentaram significância estatística nas análises feitas.
CONCLUSÃO: O uso de dispositivos smartphones não interferiu na confiabilidade da classificação de Schatzker.



Atha Comunicação e Editora Ltda Rua Machado Bittencourt, 190 conj. 410 CEP: 04044-903 Vila Clementino Tel.: 5579-5308/ 5087-9502