Análise dos fatores de risco para o sucesso na cirurgia de estenose de canal lombar

Caroline Oliveira Brêtas, Larissa Furbino de Pinho Valentim, Igor Machado Cardoso, Nelson Elias, Joelmar César de Almeida, Charbel Jacob Júnior

Resumo


Objetivo: Evidenciar o perfil de paciente que mais obtém melhora clínica e da qualidade de vida após a cirurgia de estenose de canal lombar, comparando os resultados nos períodos pré e pós-operatório. Métodos: Foi realizado estudo prospectivo com 37 pacientes portadores de estenose de canal lombar, submetidos à cirurgia. Através do questionário 36 Item Short Form General Health Survey (SF- 36), identificação de morbidades e benefício previdenciário, foi feita a análise pré-operatória. O SF-36 e um questionário subjetivo pós-operatório realizados seis meses após a cirurgia avaliaram o sucesso cirúrgico. Resultados: Houve desfecho desfavorável nos pacientes que recebem benefício previdenciário e nos portadores de morbidades. No SF-36, o resultado cirúrgico é superior quando o paciente é não tabagista (p=0,005), não hipertenso (p=0,040), não diabético (p=0,010) ou não sedentário (p=0,019), respectivamente, nos seguintes domínios saúde mental, dor, aspectos sociais e estado geral de saúde. Conclusão: O paciente que mais se beneficia com a cirurgia é aquele que não apresenta morbidades e que não recebe benefício previdenciário. Nível de Evidência II, Estudo Prospectivo.
Descritores: Estenose Espinal; Fatores de Risco; Resultado do Tratamento.



Atha Comunicação e Editora Ltda Rua Machado Bittencourt, 190 conj. 410 CEP: 04044-903 Vila Clementino Tel.: 5579-5308/ 5087-9502