Opiniões e percepções dos ortopedistas brasileiros sobre o Impacto Fêmoro-Acetabular: análise das respostas do questionário internacional IN-FOCUS

Leandro Ejnisman, Moin Khan, Olufemi R Ayeni, Mohit Bhandari, Helder de Souza Miyahara, Jose Ricardo Negreiros Vicente

Resumo


OBJETIVO: Analisar as opiniões dos ortopedistas brasileiros sobre o diagnóstico e tratamento do impacto fêmoro-acetabular (IFA). MÉTODOS: Um questionário foi enviado a diversas sociedades ortopédicas mundiais, incluindo a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). Este questionário foi enviado de maneira eletrônica, e incluia perguntas sobre diversos aspectos relacionados ao IFA. RESULTADOS: 253 ortopedistas brasileiros responderam o questionário, sendo 68,9% ligados a serviços privados e 23,1% a serviços acadêmicos. Dor durante a rotação foi o achado mais importante da história clínica segundo 81,8%, e o sinal do impacto anterior o mais importante no exame físico segundo 88,2%. O tratamento inicial foi a fisioterapia segundo 86,2% dos participantes. O tratamento cirúrgico do IFA foi a artroscopia do quadril segundo 38,8% e a luxação controlada segundo 14,7%. CONCLUSÃO: As opiniões dos ortopedistas brasileiros sobre o IFA são semelhantes às opiniões dos cirurgiões internacionais. Há muita discordância nas respostas, demonstrando a necessidade de mais pesquisas sobre o IFA com o intuito de atingir uma padronização de condutas.



Atha Comunicação e Editora Ltda Rua Machado Bittencourt, 190 conj. 410 CEP: 04044-903 Vila Clementino Tel.: 5579-5308/ 5087-9502