Tríade Terrível Do Cotovelo: Resultados Funcionais Do Tratamento Cirúrgico

Vitor Elias Correa

Resumo


Objetivo: Avaliar os resultados funcionais e radiográficos dos pacientes que sofreram lesões do tipo tríade terrível do cotovelo (TTC) e foram tratados cirurgicamente.
Métodos: Foram avaliados retrospectivamente 20 pacientes, um caso com lesão bilateral (21 cotovelos) que foram tratados cirurgicamente no período de janeiro de 2004 a julho de 2014. Avaliou-se os resultados funcionais do tratamento através dos escores DASH (Disabilities of Arm, Shoulder and Hand), MEPS (Mayo Elbow Performance Score), da medida da restauração do arco de movimento (ADM) do cotovelo. Além da presença de complicações, avaliação de osteoartrose, ossificação heterotópica (OH).
Resultados: Oito cotovelos (38%) foram submetidos a nova abordagem cirúrgica, observou-se OH em oito cotovelos (38%) e apenas um caso (4%) de artrose grave (tipo IV de Broberg-Morrey). Apesar disso, obteve-se bons resultados funcionais, DASH de 14,27 e MEPS de 84. E um ADM médio de flexo-extensão foi de 101o (20o e 140o) e de prono-supinação, 112,85o (0 até 180o).
Conclusão: Quando seguido um tratamento sistematizado nas lesões do tipo TTC, mesmo com suas variações, pode-se obter um ADM funcional e escores funcionais entre bom e excelente.



Atha Comunicação e Editora Ltda Rua Machado Bittencourt, 190 conj. 410 CEP: 04044-903 Vila Clementino Tel.: 5579-5308/ 5087-9502