EVALUATION OF QUALITY OF LIFE IN PATIENTS TREATING METASTATIC DISEASE OF THE PROXIMAL FEMUR

Marcos Hajime Tanaka, Marcello Martins de Souza, Daniel Luiz Ceroni Gibson, Monica Paschoal Nogueira

Resumo


INTRODUÇÃO: Pacientes com lesões ósseas metastáticas apresentam uma expectativa de vida limitada. Estas lesões metastáticas comprometem o fêmur proximal e as fraturas são bastante comuns. A sobrevida desses pacientes depende do comportamento do tumor primário. O objetivo desse estudo é avaliar pacientes com lesões metastáticas extensas do fêmur proximal com fratura patológica ou fratura iminente, tratados com endopróteses não convencionais. MATERIAIS E MÉTODOS: Entre maio de 2008 e agosto de 2012, 25 pacientes com metástase óssea do fêmur proximal, apresentando grande destruição óssea, com fratura patológica ou fratura iminente, foram recrutados para este estudo. Estes pacientes haviam sobrevivido durante pelo menos seis semanas após a cirurgia e o questionário TESS (Toronto Extremity Salvage Score) foi aplicado. RESULTADOS: O escore final do TESS teve como média 57 pontos (desvio padrão de 23,78 pontos). Não houve diferença significativa entre as variáveis, gênero, fratura, localização da fratura. CONCLUSÃO: O questionário TESS nos fornece informações sobre a função e a qualidade de vida dos pacientes com tumores malignos das extremidades, do ponto de vista do paciente. Os resultados obtidos podem ser considerados positivos, frente à expectativa de vida limitada e a complexidade deste seleto grupo de pacientes. Level III de evidência, Estudos terapêuticos, estudo retrospective comparative.



Atha Comunicação e Editora Ltda Rua Machado Bittencourt, 190 conj. 410 CEP: 04044-903 Vila Clementino Tel.: 5579-5308/ 5087-9502