A influência das condições institucionais no desenvolvimento de competências eletrônicas dos professores para o ensino na EAD: proposição de um modelo analítico

Fernanda Roda de Souza Araújo Cassundé, José Ricardo Costa Mendonça, Milka Alves Correia Barbosa

Resumo


O Brasil vem sofrendo, desde 2002, um significativo processo de interiorização do ensino superior, por meio da criação de novos Campi e também por meio da criação de novas Instituições de Ensino Superior. Este fenômeno parece ter ocorrido principalmente devido as condições econômicas favoráveis neste período e a políticas públicas específicas do Governo Federal e, em alguns casos, de Governos Estatuais. Ao se considerar, portanto, o novo contexto educacional estabelecido pelo avanço tecnológico, pelo estímulo ao uso das tecnologias de informação e comunicação (TICs) e pela consolidação da EAD, acredita-se ser de fundamental importância a consideração de competências tecnológicas no exercício da profissão docente. Nesse sentido, a competência eletrônica deve ser compreendida como uma competência para a ação específica de professores para dominar as tecnologias de aprendizagem. Sua aquisição requer mais do que aprender, respectivamente, novos conhecimentos, desenvolver novas competências ou a assumir novas atitudes. Partindo desta premissa, este estudo tem como objetivo a proposição de um modelo analítico que permita avaliar a influência das condições institucionais no desenvolvimento de competências eletrônicas dos professores do ensino superior para a Educação a Distância (EAD). Para a consecução do objetivo deste trabalho, após uma revisão sistemática da literatura e análise teórica, revisita-se o conceito de “competência para ação”, fundamentando as disposições do indivíduo para a ação competente, os contextos e as normas consensuais, que determinam os padrões adequados (ou apropriados) do comportamento. Posteriormente, apresenta-se uma discussão sobre as competências para o ensino superior e, em especial, as competências eletrônicas para a EAD. E, por fim, detalha-se as condições institucionais do modelo de sinergia para competências eletrônicas, finalizando com a proposição do modelo.

Palavras-chave


Competências eletrônicas. Educação a distância. Ensino superior.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Avaliação, Campinas; Sorocaba, SP. Classificação "Qualis - A1" Novo contato editor Prof. Dr. José Dias Sobrinho - jdiassob@gmail.com