Edições anteriores

2016

v. 36, n. 98 (2016): Educação, escolarização e trabalho em prisões Apontamentos teóricos e reflexões do cotidiano

Temática ao mesmo tempo polêmica e pouco investigada na academia, a educação de pessoas em estado de privação de liberdade, que vivem nas prisões, torna-se o foco das discussões neste número dos Cadernos CEDES. Os artigos reunidos neste dossiê abordam, sob diversos ângulos, algumas das condições e das possibilidades de educação nos presídios, trazendo para o debate as formas pelas quais as instituições prisionais podem se tornar espaços que viabilizem modos de ação diferenciados, envolvendo tanto a formação escolar quanto a formação e/ou a atuação profissional. Muitos dos pesquisadores que se dedicam aos estudos do sistema penitenciário e da população encarcerada argumentam que, para além da função punitiva, a educação deve ocupar um lugar central nas práticas cotidianas. Mas educar como? De que forma? Educação escolar? Não-escolar? Educar “para a vida”? Educar “para o trabalho”? De que vida se fala? E de qual trabalho? O que privilegiar? Por que? E como formar educadores para atuar nesses espaços? Os autores que participam deste número apontam para a complexidade da problemática, que traz nela implicadas outras questões urgentes e igualmente polêmicas como a violência, a criminalidade, a desigualdade, na sociedade contemporânea. No fundo, a problemática nos atinge a todos que trabalhamos no campo da educação, escolar e não escolar.








2009

v. 29, n. 77 (2009)

Após a publicação do número 29 (1993), esta edição apresenta um panorama atualizado sobre Educação Ambiental, com artigos de produção coletiva, trazendo ao leitor aquilo que consideramos os mais significativos temas nesta área. Os sete artigos aqui reunidos resultam de um difícil processo de escolha num campo muito rico, fecundo, diverso e pujante de produção de conhecimentos.

1 a 17 de 17 itens