RESULTADOS FUNCIONAIS E QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES SUBMETIDOS À CIRURGIA PARA DOENÇA DEGENERATIVA LOMBAR

Ricardo Dantas Rocha, Raphael de Rezende Pratali, Rodrigo de Luca Motta, Carlos Eduardo Gonçales Barsotti, Francisco Prado Eugênio dos Santos, Carlos Eduardo Algavez Soares de Oliveira

Resumo


Objetivos: Avaliar os resultados funcionais em pacientes submetidos a artrodese lombar para tratamento de doença degenerativa discal.

Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo, considerando-se pacientes submetidos à cirurgia devido à doença degenerativa discal, com um mínimo de 12 meses de seguimento pós-operatório. Os questionários Oswestry Disability Index (ODI) e Scoliosis Research Society-22 (SRS-22), incluindo valor total e dos domínios, foram considerados, como indicadores de resultado funcional e qualidade de vida.

Resultados: 61 pacientes (idade média de 60,4 anos) preencheram os critérios de inclusão e tiveram dados referentes ao ODI e SRS-22 registrados. 19 eram do sexo masculino e 42 do sexo feminino. A média de seguimento pós-operatório foi de 29 meses (12-67 m). Não houve diferença estatisticamente significante em nenhum escore entre os gêneros dos pacientes. O valor médio dos resultados dos questionários foram: ODI 43.4%; SRS-22 Total 2.7; Função/Atividade 2.6; Dor 2.8; Aparência 2.6; Saúde Mental 3.0; Satisfação 3.4.

Conclusão: Os valores obtidos dos indicadores de resultado cirúrgico foram compatíveis com incapacidade funcional importante, embora o indicador de satisfação com o tratamento tenha resultado valores alusivos a pacientes satisfeitos.


Palavras-chave


Dor Lombar; Fusão Vertebral; Qualidade de Vida; Inquéritos e Questionários