Conservadorismo religioso, gênero e sexualidade na política educacional brasileira

Marcos Castro Carvalho, Horacio Federico Sivori

Resumo


Neste artigo retomamos a trajetória histórica da Igreja Católica como presença hegemônica e o lugar assumido por outras religiões no campo educativo, para logo atentamos para o significado do crescimento evangélico no entrelaçamento de política de estado, empreendedorismo moral e pânicos sexuais nas disputas sobre política sexual no espaço escolar. Procuramos chamar atenção para a complexidade desse campo, diante do atual desafio de produzir uma aproximação pluralista para a sexualidade na educação.

Palavras-chave


Conservadorismo; Educação; Sexualidade; Gênero; Ensino religioso.



Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu/Unicamp
Universidade Estadual de Campinas
Cidade Universitária "Zeferino Vaz"
13083-970 Campinas - SP
Tel.: (55 XX 19) 3521 7873/3521 1703
Fax: (55 XX 19) 3521 1704
pagu@unicamp.br cadpagu@unicamp.br