CONTROLE ESTATÍSTICO DE PROCESSO APLICADO AO MONITORAMENTO DE PERDAS NA COLHEITA MECANIZADA DE CANA-DE-AÇÚCAR

Carla Segatto Strini Paixão, Murilo Aparecido Voltarelli, Matheus Annan de Paula Borba, Luma Stefânia Torres, Rouverson Pereira da Silva

Resumo


O processo de colheita mecanizada de cana-de-açúcar é considerado um dos maiores gargalos econômicos, apresentando baixa eficiência operacional e, principalmente, elevada quantidade perdas de colmos deixadas a campo. Em busca de minimizar estes problemas e auxiliar a melhoria nos processos, objetivou-se neste processo avaliar as perdas na colheita mecanizada de cana-de-açúcar ao longo da safra, utilizando o controle estatístico de processo. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, baseado na metodologia do controle estatístico de processo com amostras coletadas em cinco frentes de trabalho, durante o período diurno e noturno de operação. O experimento foi conduzido em área agrícola de uma usina produtora de cana-de-açúcar no munícipio de Ribeirão Preto – SP em cinco frentes de colheita de cana-de-açúcar. Para a coleta das perdas foi utilizada uma armação de 3,0 x 3,33m, sendo as perdas divididas em: toco, pedaço solto+pedaço fixo, cana inteira, estilhaço e total para cada frente de colheita. Os dados foram agrupados em 40 semanas ao longo da safra de cana-de-açúcar, sendo realizadas as análises estatísticas utilizando o software Minitab 16®. As perdas de pedaço solto+fixo foram superiores às perdas tipo toco, tolete estilhaçado, cana inteira e estilhaço. As cartas de controle do tipo Xbar-S aprestenou-se eficaz no monitoramento das perdas da colheita mecanizada de cana-de-açúcar durante a safra.

Palavras-chave


controle de qualidade, perdas visíveis, Saccharum spp.,



© 2013 Associaçao Brasileira de Engenharia Agrícola Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, km 5 FCAV/UNESP - Departamento de Engenharia Rural 14884.900 - Jaboticabal - SP Tel./Fax.: +55 16 3203 3341