ESPECTRO E VELOCIDADE DE GOTAS DE PONTAS DE PULVERIZAÇÃO COM E SEM INDUÇÃO DE AR

Jorge Alfredo Luiz França, João Paulo Arantes Rodrigues da Cunha, Ulisses Rocha Antuniassi

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o espectro e a velocidade de gotas produzidas por pontas com e sem indução de ar, submetidas a diferentes pressões e vazões. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições, no esquema fatorial 2 x 3 x 3 (duas pontas de pulverização, três vazões e três pressões de operação). Foram avaliadas pontas de pulverização sem e com indução de ar da fabricante Hypro (VP e GA) com vazões nominais de 0,76; 1,14 e 1,51 L min-1 e pressões de 200, 300 e 400 kPa. O espectro e a velocidade da população de gotas foram determinados de forma direta, utilizando-se um analisador de gotas em tempo real (VisiSize D30). Acréscimos de pressão proporcionaram redução do DMV e da amplitude relativa e aumento da velocidade média das gotas. Gotas geradas por pontas de pulverização com indução de ar apresentaram amplitude relativa em média 1,54 vezes maior do que a das gotas geradas por pontas sem indução de ar. A velocidade das gotas apresentou pouca variação entre as pontas com e sem indução de ar com mesma vazão e pressão, no entanto, pontas com maiores vazões e pressões produziram gotas com maiores velocidades.

Palavras-chave


bicos de pulverização, tamanho de gotas, tecnologia de aplicação



© 2013 Associaçao Brasileira de Engenharia Agrícola Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, km 5 FCAV/UNESP - Departamento de Engenharia Rural 14884.900 - Jaboticabal - SP Tel./Fax.: +55 16 3203 3341