DESEMPENHO DE SISTEMAS DE INFERÊNCIA FUZZY APLICADOS A PREDIÇÃO DA TEMPERATURA SUPERFICIAL DE FRANGOS DE CORTE

Marcelo Bahuti, Lucas Henrique Pedrozo Abreu, Tadayuki Yanagi Junior, Renato Ribeiro de Lima, Alessandro Torres Campos

Resumo


Objetivou-se com o presente trabalho, comparar sistemas fuzzy com diferentes configurações para predizer a temperatura superficial (tsup) de frangos de corte submetidos a diferentes intensidades e durações de desafios térmicos na segunda semana de vida. Dados de tsup de frangos de corte (8 a 11 dias de idade), submetidos a combinações de 4 temperaturas de bulbo seco do ar (tbs) (24, 27, 30 e 33 º C) e 4 durações de desafios térmicos (DDT) (1, 2, 3 ou 4 dias), foram adquiridos por meio de termografia infravermelha. As variáveis de entrada dos sistemas fuzzy foram a tbs e DDT e a de saída a tsup. Os métodos de inferência mamdani contemplando 5 métodos de defuzzificação (centro de gravidade da área, centroide; bissetor da área, bissetor; maior dos máximos, lom; média dos máximos, mom; e menor dos máximos, som) e sugeno com 2 métodos de defuzzificação (média ponderada, wtaver; e soma ponderada, wtsum) foram avaliados. Para ambos os métodos de inferência foram testadas curvas de pertinência triangulares e gaussianas para as variáveis de entrada e saída, exceto para o método de sugeno cuja variável de saída adota curvas do tipo constante. No desenvolvimento de sistemas fuzzy dever-se-á, preferencialmente, comparar as diversas configurações visando a escolha do sistema que resultará em menores erros de simulação.

Palavras-chave


curvas de pertinência; lógica fuzzy; métodos de defuzzificação; métodos de inferência fuzzy; pintinhos; termografia infravermelha



© 2013 Associaçao Brasileira de Engenharia Agrícola Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, km 5 FCAV/UNESP - Departamento de Engenharia Rural 14884.900 - Jaboticabal - SP Tel./Fax.: +55 16 3203 3341