O BRASIL NO NOVO MILÊNIO: REGULAÇÃO, PROGRESSO TÉCNICO E NOVO DESENVOLVIMENTISMO

Herton Castiglioni Lopes

Resumo


o trabalho objetiva analisar o Brasil nos primeiros anos do novo milênio, especialmente a partir do primeiro mandato do presidente Lula quando uma controvérsia significativa se estabeleceu na literatura. Enquanto alguns afirmam que o período inaugurou uma nova fase desenvolvimentista, outros o caracterizam como uma continuidade das políticas neoliberais que se instituíram no final dos anos 1980 e início dos anos 1990. Com vistas a obter maior esclarecimento e algumas conclusões sobre esse debate, o texto integra a Teoria da Regulação (T.R.), a teoria evolucionária neoschumpeteriana e as proposições de política econômica do novo desenvolvimentismo. A partir desses estatutos teóricos, conclui-se que muitos dos problemas levantados pela CEPAL e pelo novo desenvolvimentismo se expressam na forma de regulação dos últimos anos. Observa-se uma supremacia da forma de inserção do país no regime internacional que tem repercutido no desempenho da indústria e do progresso técnico, que se mantém frágil ao longo dos últimos anos.



Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas
Rua Pitágoras, s/n. CP 6135.
13083-857 - Campinas - SP - Brasil
Tel.: +55 19 3521-5726
Fax: +55 19 3521-0120