Demanda e Distribuição de Renda: uma análise do regime de crescimento econômico brasileiro de 1993 a 2013.

Marcos Tostes Lamonica, Sergiany da Silva Lima

Resumo


O objetivo deste trabalho é investigar empiricamente o regime de crescimento da economia brasileira de 1993 a 2013, à luz da modelagem de Naastepad (2006), que determina se o regime de demanda é wage-led, quando estimulado pelos salários, ou profit-led, quando estimulado pelos lucros. Assim, para determinar o regime de demanda no período, foram estimadas as equações de investimento, exportação e propensão média a poupar. As equações estimadas permitiram o cálculo do efeito multiplicador e do efeito elasticidades do investimento e exportação. Destas estimativas deduziu-se que o regime de demanda no caso brasileiro no período foi um regime wage-led, devido especialmente à baixa participação dos investimentos e exportações na composição da renda nacional. Todas as equações foram estimadas por Mínimos Quadrados Ordinários (MQO) com desvio padrão robusto dos parâmetros. Os testes estatísticos realizados após a estimação sugerem um modelo não viesado e consistente.



Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas
Rua Pitágoras, s/n. CP 6135.
13083-857 - Campinas - SP - Brasil
Tel.: +55 19 3521-5726
Fax: +55 19 3521-0120