Capacitação Inovativa e Produtividade na Indústria Brasileira: evidências da diversidade inter-setorial

Ana Paula Macedo de Avellar, Jorge Nogueira de Paiva Britto, Fábio Stallivieri

Resumo


A análise desenvolvida nesse artigo procura explorar as relações de determinação entre capacitação tecnológica, produtividade e propensão a investir das firmas brasileiras, com base num recorte inter-setorial. Em contraste com análises que sugerem a maior relevância de um foco na esfera estritamente microeconômica das estratégias empresariais, assume-se neste estudo que a ênfase nos padrões setoriais de adaptação é fundamental para o entendimento das articulações entre ritmo inovador, ganhos de produtividade e processo de investimento. O foco da análise é direcionado para o mapeamento da diversidade inter-setorial dos padrões de ajustamento da indústria brasileira. Este esforço de exploração analítica baseia-se na manipulação de micro-dados, com informações da PIA e PINTEC/IBGE, e de comércio exterior do SECEX/MDIC. Com base nas evidências coletadas, foi possível constatar a relevância do recorte metodológico baseado na distinção entre sistemas produtivos, percebendo-se entre os mesmos diferenças importantes na dinâmica de ajustamento e de criação de capacitações inovativas.



Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas
Rua Pitágoras, s/n. CP 6135.
13083-857 - Campinas - SP - Brasil
Tel.: +55 19 3521-5726
Fax: +55 19 3521-0120