Escrita-evento na radicalidade da pesquisa narrativa

Liana Arrais Serodio, Guilherme do Val Toledo Prado

Resumo


O uso radical da narrativa como metodologia de pesquisa em educação nos leva à produção deste artigo, com a intenção de apresentar a emergência do conceito de escrita-evento neste contexto metodológico, onde os conhecimentos produzidos acerca da formação são sustentados pela prática narrativa em todo o âmbito da pesquisa. Isto se deve à posição não neutra e não indiferente dos pesquisadores com seus pesquisados, à compreensão da importância do contexto social e à valorização do acontecimento experienciado, sempre formativos para todos os participantes da pesquisa. As relações humanas promovem um horizonte de possibilidades para a emergência da escrita-evento na materialização da linguagem, entendida como capacidade de modelização primária específica da espécie humana,  englobando e abarcando qualquer teoria e/ou método pré-determinados. Concluimos, estudando algumas pesquisas do grupo, particularmente aquela onde o emerge o conceito, que a pesquisa narrativa em sua radicalidade potencializa a produção de conhecimentos e saberes na área educacional.


Palavras-chave


pesquisa narrativa; escrita-evento; estudos bakhtinianos; formação docente