A EDUCAÇÃO DO CAMPO COMO ESPAÇO EM DISPUTA: UMA ANÁLISE DOS DISCURSOS DO MATERIAL DIDÁTICO DO PROJOVEM CAMPO SABERES DA TERRA

Mara Edilara Batista Oliveira

Resumo


A Educação do Campo hoje é mais do que uma demanda dos movimentos sociais, ela se transformou em um espaço em disputa. Essa disputa se dá, principalmente, pelo poder/controle do modelo formativo que essa educação irá ofertar nas mais variadas áreas/territórios rurais que ela irá abranger após sua transformação em Política Pública. Entre essas ações está o ProJovem Campo, seus respectivos espaços de formação, e como um dos mais importante deles, o material didático, entrava em disputa pelo controle do que seria levado a cabo por meio desse instrumento tão valioso para a formação desses sujeitos no campo. Estado, capital internacional, movimentos sociais, pesquisadores da Educação do Campo disputavam conceitualmente e, portanto, ideologicamente, o sujeito que seria atendido por esse programa. Não acreditamos que tenha sido um processo simples, mas temos como objetivo nesse artigo evidenciar os discursos privilegiados nestes livros didáticos, o que, portanto, nega outros.

Palavras-chave


Material didático; Políticas públicas; autonomia;