Cyberbullying – Motivos da agressão na perspetiva de jovens portugueses

Ana Paula Caetano, João Amado, Maria José D. Martins, Ana Margarida Veiga Simão, Isabel Freire, Maria Teresa Ribeiro Pessôa

Resumo


Apresenta-se parte do estudo do projecto Cyberbullying – um diagnóstico da situação em Portugal, onde foi aplicado um questionário a 3525 adolescentes do 6º, 8º e 11º níveis de escolaridade, para compreender a incidência do fenómeno e analisar os processos associados, nomeadamente os motivos percecionados, objeto específico deste artigo. Os motivos mais invocados pelos que desempenham o papel de agressão são motivos hedonistas relacionados com brincadeira, diversão, fuga ao tédio, bem como motivos de afiliação e reativos. Os que se identificam como vítimas atribuem aos seus agressores motivos de afiliação, hedonistas e de poder, com ênfase particular, por ordem decrescente, para inveja, diversão, imaturidade, ciúme, falta de respeito, ausência de afeto e sentimentos de superioridade.



EDUCAÇÃO & SOCIEDADE: revista de Ciências da Educação
Av. Berttrand Russel n°801 - Fac. de Educação - Anexo II 1° andar - sala 2 - Campinas, SP, Brasil - Cep. 13083 - 865, Fone/fax: + 55 19 3521-6710/6708 cedeseditoria@zeppelini.com.br