Um convite para brincar: relações de gênero em catálogos de brinquedos

Fernanda Battagli Kropeniscki, Fátima Cristina Vieira Perurena

Resumo


O presente artigo buscou discutir as relações de gênero retratadas nos catálogos de brinquedos de uma Empresa X, localizada na região sul do Brasil, no período de 2009 a 2015. A partir de uma análise das imagens apresentadas nos catálogos, foram constatadas mudanças e permanências na produção e oferta de brinquedos. Inicialmente direcionados para meninas ou meninos, os brinquedos ofertados demarcavam limites para o feminino e o masculino. Quando todos os brinquedos passaram a ser indicados para elas e para eles, um binarismo camuflado foi mantido, e a problemática das cores entrou em cena. Diante deste cenário, considera-se que, apesar das transformações já ocorridas nas relações de gênero, a produção e oferta de brinquedos segue ditames de mercado, o que dificulta mudanças repentinas.

Palavras-chave


Brinquedos; relações de gênero; crianças



EDUCAÇÃO & SOCIEDADE: revista de Ciências da Educação
Av. Berttrand Russel n°801 - Fac. de Educação - Anexo II 1° andar - sala 2 - Campinas, SP, Brasil - Cep. 13083 - 865, Fone/fax: + 55 19 3521-6710/6708 cedeseditoria@zeppelini.com.br