Financiamento da educação no Uruguai, na Argentina e no Brasil num período de governos progressistas

Nalú Farenzena, Juca Gil, Maria Goreti Farias Machado, Rosa Maria Pinheiro Mosna

Resumo


São analisadas políticas de financiamento da educação da Argentina, do Brasil e do Uruguai, abrangendo comparação entre os países e entre um período de governos progressistas (2003-2014) e a década de 1990, quando foram implementadas políticas de corte neoliberal. As políticas são enfocadas em três dimensões - responsabilidades governamentais, gasto público e distribuição de recursos entre governos -, sendo pontuadas situações de manutenção ou redefinição. Evidenciou-se, em termos gerais, redefinições parciais, como também a forte influência das formas de Estado e de organização da educação dos países no financiamento da educação.



EDUCAÇÃO & SOCIEDADE: revista de Ciências da Educação
Av. Berttrand Russel n°801 - Fac. de Educação - Anexo II 1° andar - sala 2 - Campinas, SP, Brasil - Cep. 13083 - 865, Fone/fax: + 55 19 3521-6710/6708 cedeseditoria@zeppelini.com.br