Reproductive Biology of Megalobulimus paranaguensis (Gastropoda, Acavoidea) in the Coastal Plain of the Brazilian Southeast

José Heitzmann Fontenelle, Marcel Sabino Miranda

Resumo


Nós estudamos a biologia reprodutiva de Megalobulimus paranaguensis, um grande e longevo gastrópode terrestre da Floresta Atlântica na costa sudeste do Brasil, em um parque urbano na cidade de Santos, Estado de São Paulo, ao longo de 4 anos, pelo número de posturas de caracóis cativos. Relacionamos estes dados com variáveis climáticas do mesmo período. Obtivemos uma média anual de posturas de 8.7 ovos por caracol, um número baixo, típico da fauna de moluscos terrestres brasileiros. O início do período anual de atividade ocorre em meados de março; duração de 33.97 +/- 3.02 semanas; e o início da dormência ocorre no começo de novembro; com duração de 18.39 +/- 3.11 semanas. Existem dois picos de postura, um menor entre março a maio e um pico maior antes da estivação, entre os meses de agosto a novembro, com maiores valores em setembro. Megalobulimus paranaguensis possui um padrão sazonal reprodutivo bem marcante influenciado pela temperatura do ambiente e amplitude de temperatura. A reprodução é influenciada negativamente pelo aumento da temperatura e da amplitude de temperatura.



Iheringia Série Zoologia

Museu de Ciências Naturais, Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul

Rua Dr. Salvador França, 1427, 90690-000 Porto Alegre, RS, Brasil

E-mail: iheringia-zoo@fzb.rs.gov.br