Checklist das aves do Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil

Alessandro Pacheco Nunes, Fernando Costa Straube, Rudi Ricardo Laps, Sérgio Roberto Posso

Resumo


Em contraste com vários outros estados brasileiros, apenas recentemente o Mato Grosso do Sul iniciou o inventário organizado de sua avifauna. Na elaboração desta checklist foram considerados os dados coligidos por Nunes et al. (em preparação). Relacionamos 630 espécies de aves para o Mato Grosso do Sul, pertencentes a 26 ordens e 74 famílias, que corresponde a 34% da avifauna ocorrente no Brasil. Cerca de 90% dessas espécies apresentam registros comprobatórios de ocorrência no estado conforme as normas propostas pelo CBRO (2011). As demais ainda aguardam documentação comprobatória adequada. Quarenta e cinco espécies foram incluídas na lista terciária devido a problemas de documentação comprobatória devido à ausência de circunstanciação e distribuição incompatível. A grande diversidade de fitofisionomias e paisagens sob influência dos biomas Cerrado, Pantanal, Chaco, Bosques Chiquitanos e Mata Atlântica são responsáveis em parte, pela diversidade de espécies ocorrentes no Mato Grosso do Sul. No entanto, vários dessas fitofisionomias e paisagens já foram suprimidas e/ou alteradas pela pecuária e principalmente monoculturas (Pinus, Eucalyptus e cana-de-açúcar). Trinta e sete espécies de aves ocorrentes no estado encontram-se presentes em listas de espécies ameaçadas de extinção em âmbito global e/ou nacional. Ainda existem grandes lacunas de conhecimento sobre a avifauna sul-matogrossense, notadamente no Pantanal do Paiaguás e em regiões limítrofes com o estado de Goiás e países como Paraguai (Chaco) e a Bolívia (Bosques Chiquitanos). Instituições como Embrapa Pantanal e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, bem como o trabalho de consultores ambientais e observadores de aves foram relevantes no avanço do conhecimento sobre a avifauna no estado. Grande parte dos museus institucionais no exterior abriga exemplares coletados no Mato Grosso do Sul, dentre os quais se destacam o Museum of Comparative Zoology (Cambridge/EUA), o American Museum of Natural History (Nova York/EUA), o The Field Museum of Natural History (Chicago/EUA) e o National Museum of Natural History (Washington, DC/EUA). No Brasil as principais coleções que guardam material ornitológico sul-matogrossense são o Museu de Zoologia (USP, São Paulo), o Museu Nacional (UFRJ, Rio de Janeiro) e o Departamento de Zoologia da Universidade Federal de Minas Gerais (DZUFMG, Minas Gerais).




Iheringia Série Zoologia

Museu de Ciências Naturais, Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul

Rua Dr. Salvador França, 1427, 90690-000 Porto Alegre, RS, Brasil

E-mail: iheringia-zoo@fzb.rs.gov.br