Germinação e vigor de sementes de Magonia pubescens A. St.-Hil. submetidas ao armazenamento e pré-embebição em água

CÁRITA RODRIGUES DE AQUINO ARANTES

Abstract


O timbó (Magonia pubescens A. St.-Hil.) é uma espécie que tem potencial ornamental, podendo ser usado na composição de jardins e praças e, principalmente, para arborização de ruas; é ainda indicado para plantios em áreas degradadas de preservação permanente. O objetivo com este estudo foi, verificar o efeito do tamanho das sementes, do armazenamento em duas embalagens e do tempo de pré-embebição dessas sementes na sua germinação e vigor. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema de parcela subdividida no tempo, sendo alocados na parcela principal: tamanho da semente (grandes e pequenas); embalagem (polietileno transparente com espessura de 0,5 mm e saco de papel kraft) e, tempo de embebição em água (0, 12 e 24 horas) e, nas subparcelas o tempo de armazenamento (0, 3, 6, 9 e 12 meses), com cinco repetições de dez sementes. A embebição das sementes não interferiu na porcentagem final de germinação, mas, acelerou o processo diminuindo o tempo médio de germinação, isto favoreceu a formação de plântulas, sendo estas mais vigorosas quando comparadas às plântulas formadas a partir de sementes que não foram embebidas antes da semeadura.


Keywords


Timbó, Sapindaceae, planta nativa, armazenamento de sementes.

Full Text:

PDF