Estádios de maturação de frutos e velocidades de secagem na qualidade de sementes de abobrinha

Hellismar Wakson da Silva, João Almir Oliveira, Lucinda Helena Fragoso Monfort, Jodson Moraes dos Santos, Ana Clara Reis Trancoso, Marcos Vinícios de Carvalho

Abstract


A colheita e secagem são procedimentos essenciais para obtenção de sementes de elevada qualidade, bem como, para sua conservação durante o armazenamento. O objetivo nesta pesquisa foi avaliar o efeito de estádios de maturação de frutos e velocidades de secagem sobre a qualidade de sementes de abobrinha. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 3x2x2, envolvendo três estádios de maturação (49, 56 e 63 dias após a antese - DAA), duas velocidades de secagem (lenta e rápida) e dois períodos de armazenamento (0 e 6 meses). A qualidade das sementes foi avaliada pelos testes de germinação, primeira contagem, envelhecimento acelerado, condutividade elétrica, tetrazólio, emergência de plântulas, índice de velocidade de emergência e sanidade. Também foi determinado o teor de água, massa de mil sementes e porcentagem de sementes cheias. As sementes de abobrinha atingem máxima qualidade aos 49 DAA. A secagem lenta e rápida não influenciam a qualidade fisiológica das sementes colhidas aos 49 DAA. O atraso da colheita dos frutos reduz a qualidade das sementes. A secagem rápida reduz a incidência dos fungos Alternaria, Cladosporium, Fusarium e Phoma, e aumenta a ocorrência de Aspergillus e Penicillium.


Keywords


Cucurbita pepo L., maturidade fisiológica, taxa de secagem, vigor.

Full Text:

PDF PDF