Sistema automatizado de análise de imagens de plântulas (SVIS®) e deterioração controlada para avaliação do potencial fisiológico de sementes de crambe

Erica Fernandes Leão-Araújo, Juliana Faria dos Santos, Clíssia Barboza da Silva, Julio Marcos Filho, Roberval Daiton Vieira

Abstract


Os testes de vigor são ferramentas importantes para aferir o potencial fisiológico de lotes de sementes, porém, vários aspectos podem interferir na consistência dos resultados desses testes, tendo a busca por procedimentos menos subjetivos despertado o interesse dos pesquisadores. Este trabalho foi realizado com o objetivo de adequar a metodologia do teste de deterioração controlada e verificar a eficiência do sistema automatizado de análise de imagens de plântulas (SVIS®) na avaliação do vigor de crambe. Inicialmente, cinco lotes de sementes foram submetidos à determinação do teor de água e avaliações de germinação e vigor. Para o teste de deterioração controlada, o teor de água das sementes foi ajustado para 18%, 20% e 22%, e a interpretação dos resultados realizada aos quatro e cinco dias após a semeadura. O SVIS® forneceu informações sobre o índice de vigor, comprimento e uniformidade de desenvolvimento das plântulas. O teste de deterioração controlada deve ser realizado com ajuste inicial do teor de água para 18% e a avaliação da germinação realizada no quinto dia. A análise computadorizada de imagens mostrou-se eficiente para avaliar o vigor de sementes de crambe, sendo o parâmetro uniformidade de desenvolvimento de plântulas o que apresenta dados mais consistentes.


Keywords


Crambe abyssinica; software; seed vigor

Full Text:

PDF