Potencial de transmissão de Pyricularia graminis-tritici planta-semente e semente-plântula em genótipos de trigo com graus diferentes de resistência a brusone

Delineide Pereira Gomes, Valterley Soares Rocha, João Romero do Amaral Santos de Carvalho Rocha, Olinto Liparini Pereira, Moacil Alves de Souza

Abstract


Estudos da transmissão de Pyricularia graminis-tritici pela semente de trigo podem auxiliar no estabelecimento de padrões de tolerância do patógeno na cultura. Quatro genótipos diferentes quanto à reação à brusone foram inoculados com cinco volumes da suspensão fúngica (1,5x105 esporos.mL-1), de modo a obter 0, 5, 10, 20 e 30% de plantas inoculadas na unidade experimental. O potencial de transmissão de P. graminis-tritici planta-semente foi avaliado pela incidência do fungo nas sementes produzidas. Em condições controladas, avaliou-se a taxa de transmissão do fungo da semente à plântula. A incidência da brusone no campo possibilitou elevada incidência de P. graminis-tritici nas sementes, principalmente nos genótipos considerados suscetíveis. Ocorreu transmissão do fungo da semente para plântula aos 7, 14 e 21 dias após a semeadura e as taxas foram baixas. Existe relação entre a presença da brusone no campo e a incidência de P. graminis-tritici nas sementes produzidas pelos genótipos BRS 264, VI 98053, CD 116 e CD 104. A inoculação de 5, 10, 20 e 30% de plantas com o fungo pode gerar alta incidência do patógeno no campo e nas sementes produzidas, mas não garante elevada taxa de transmissão da semente para a plântula, que é baixa em condições controladas.

Keywords


Triticum aestivum, patologia de sementes, transmissibilidade, condições controladas, padrões de tolerância

Full Text:

PDF