Dinâmica da memória: Leite derramado e Memórias Póstumas de Brás Cubas

Juracy Assmann Saraiva

Resumo


Partindo do pressuposto de que a memória é um dos fundamentos da literatura, o artigo compara Leite derramado, de Chico Buarque, e Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis. A análise explicita semelhanças e diferenças entre esses romances memorialísticos, relativas a aspectos temáticos e composicionais, e comprova que ambos compõem uma alegoria da nacionalidade brasileira, estabelecendo um paralelismo entre o percurso da vida dos protagonistas, ou de sua família, e episódios da história do Brasil. Conclui que  os procedimentos criativos das narrativas compõem um jogo de espelhos, que, ao envolver o leitor, reivindicam a importância da literatura como espaço de reflexão sobre si mesma e sobre acontecimentos da história, os quais a ficção projeta sob nova luz.


Texto completo:

Sem título

Referências


ASSIS, Machado de. Memórias Póstumas de Brás Cubas. In: Obra completa de Machado de Assis. Organizada por Afrânio Coutinho. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, Vol. I, 1986.

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: ______. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 197-221.

BUARQUE, Chico. Leite derramado. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

ISER, Wolfgang. O jogo do texto. In: LIMA, Luiz Costa. A Literatura e o leitor. São Paulo: s/d, p.105-118.

RICOEUR. Paul. Memória, história, esquecimento. Disponível em: http://www.uc.pt/fluc/lif/publicacoes/textos_disponiveis_online/pdf/memoria_historia. Acesso em: 12 dez. 2016.

SCHWARZ, Roberto. Um mestre na periferia do capitalismo: Machado de Assis. São Paulo: Duas Cidades Ed. 34, 2000.

SEGATTO, José Antonio; LEONEL, Maria Célia. Leite derramado: ficção e história. Disponível em: http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=1350. Acesso em: 20 set. 2016.

STAROBINSKI, Jean. Le style de l'autobiographie. Poétique, 3, p. 257-265, 1970.

TODOROV, Tzvetan. Poética da prosa. Lisboa: Edições 70, 1979.

WERNECK, 2006. WERNECK, Humberto. Tantas palavras: todas as letras. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

ZILBERMAN, Regina. Brás Cubas autor, Machado de Assis leitor. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade de São Paulo

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Av. Prof. Luciano Gualberto, 403, sala 38.

CEP: 05508-900, São Paulo, SP - Brasil

machadodeassis.emlinha@usp.br