A fofoca e o desejo de Marocas

Conceição Aparecida Bento

Resumo


A personagem Marocas do conto “Singular Ocorrência”, inscreve-se na linha das intrigantes personagens femininas de Machado de Assis. O texto não informa a sua profissão, mas incita o leitor a encontrá-la por exclusão. Marocas a abandona para dedicar-se a um homem casado. Tudo “parece” ir bem até que, em noite de ausência do amante, ela procura outro homem. Tudo “parece” ir bem, pois o leitor conhece a história da personagem a partir do diálogo de dois homens parados numa esquina do Rio de Janeiro. A personagem é filtrada por esse diálogo.  Este artigo tem como propósito discutir a construção dessa personagem e pensar, seguindo essa construção, o que esta nos diz dos homens que dialogam. A discussão realizada neste texto se esteia nas ideias de Lacan, sobretudo a de desejo.


Referências


ASSIS, M. Histórias sem data. Rio de Janeiro/Belo Horizonte: Livraria Garnier, 1989.

CRUZ COSTA, J. Contribuição à história das ideias no Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio Editor, 1956.

GLEDSON, J. Por um novo Machado. São Paulo: Cia das Letras, 2006.

LACAN. J. Os escritos técnicos de Freud (Sem. 1). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1986.

_________ Mais Ainda (Sem.20). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985.

STALLYBRASS, P. O casaco de Marx: roupas, memórias e dor. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade de São Paulo

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Av. Prof. Luciano Gualberto, 403, sala 38.

CEP: 05508-900, São Paulo, SP - Brasil

machadodeassis.emlinha@usp.br