Peças móveis de um quebra-cabeça de anedotas: reescritura no manuscrito de Esaú e Jacob

Luciana Antonini Schoeps

Resumo


Partindo de uma breve descrição do manuscrito de Esaú e Jacob, guardado na Academia Brasileira de Letras (ABL), pretende-se apresentar um interessante caso que revela um aspecto dos modos de composição do romance. A partir da reordenação da numeração dos fólios do manuscrito, percebe-se que a reescrita machadiana opera por meio de uma ampliação e/ou reorganização das anedotas que compõem a narrativa, como se elas fosses peças móveis no quebra-cabeça do romance.


Texto completo:

PDF

Referências


ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS. Relato do restauro. Disponível em: (rubrica “Machado na ABL”, “Acervo Museológico”, “Exposição Cosme Velho, 18”). Acesso em: 30 nov. 2016.

ALENCAR, Mário de. Correspondência Pessoal (pasta 28-4-26, doc 10, c-63). Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras, Arquivo Múcio de Leão, setor de Arquivo dos Acadêmicos.

______. Correspondência Pessoal (pasta 28-4-26, doc 10, c-64). Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras, Arquivo Múcio de Leão, setor de Arquivo dos Acadêmicos.

______. As forcas caudinas. Manuscrito. Rio de Janeiro, Biblioteca Nacional, seção de Manuscritos.

______. Correspondência de Machado de Assis. Tomo IV – 1901-1904. Org. Sergio Paulo Rouanet, Irene Moutinho e Sílvia Eleutério. Rio de Janeiro: ABL, 2012.

______. Esaú e Jacob. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira; Brasília: INL (Comissão Machado de Assis), 1975 [1904].

______. Esaú e Jacob. Edição fac-similar. Rio de Janeiro: ABL; Biblioteca Nacional, 2008.

______. Esaú e Jacob (Série Produção Intelectual; Subsérie Romance). Manuscrito. Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras, Arquivo Múcio de Leão, setor de Arquivo dos Acadêmicos.

______. Memorial de Ayres (Série Produção Intelectual; Subsérie Romance). Manuscrito. Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras, Arquivo Múcio de Leão, setor de Arquivo dos Acadêmicos.

______. O Almada (Série Produção Intelectual; Subsérie Poesia). Manuscrito. Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras, Arquivo Múcio de Leão, setor de Arquivo dos Acadêmicos.

BAPTISTA, Abel Barros. A formação do nome: duas interrogações sobre Machado de Assis. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

CATITA, Flávia Barretto Corrêa. O Almada na obra machadiana: percurso editorial e genético. Tese (Doutorado em Literatura Brasileira) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, em andamento.

HENRIQUES, Claudio Cezar (Org.). Atas da Academia Brasileira de Letras: presidência Machado de Assis (1896-1908). Rio de Janeiro: ABL, 2001.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E SAÚDE PÚBLICA. Exposição Machado de Assis: centenário do nascimento de Machado de Assis – 1839-1939. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Saúde: 1939.

MONTELLO, Josué. O presidente Machado de Assis. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1961.

PEREGRINO JÚNIOR, João. Doença e constituição de Machado de Assis. Rio de Janeiro: José Olympio, 1938.

PEREIRA, Lúcia Miguel. Machado de Assis: estudo crítico e biográfico. Belo Horizonte; São Paulo: Itatiaia; Edusp, 1988 [1936].

SCHOEPS, Luciana Antonini. As vozes sem boca no manuscrito do cenógrafo Machado de Assis: Esaú e Jacob. 2016. 606 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

SILVA, Ana Cláudia Suriani da. Linha reta e linha curva: edição crítica e genética de um conto de Machado de Assis. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

______. Machado de Assis’s philosopher or dog? From serial to book form. Oxford: Legenda, 2010.

VIANNA, Glória. Revendo a biblioteca de Machado de Assis. In: JOBIM, José Luís (Org.). A biblioteca de Machado de Assis. Rio de Janeiro: ABL, Topbooks, 2001, p. 99-274.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade de São Paulo

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Av. Prof. Luciano Gualberto, 403, sala 38.

CEP: 05508-900, São Paulo, SP - Brasil

machadodeassis.emlinha@usp.br