A polícia e suas polícias: clientela, hierarquia, soldado e bandido

Erika Ferreira de Azevedo

Resumo


A Polícia Militar representa um braço do Estado, apresenta-se para a população de forma contundente, ostensiva e, por vezes, brutal, para a sociedade e para ela mesma. Através da Análise Institucional do Discurso, a pesquisa aqui relatada teve como objetivo estudar os efeitos de reconhecimento e desconhecimento das relações no trabalho que permeiam o discurso de soldados da polícia militar: como estes falam de seu trabalho e através desta fala posicionam-se e posicionam sua clientela, sua hierarquia, seu objeto de trabalho (os ‘bandidos’) e a si próprios. Buscou-se também analisar que lugar a violência ocupou neste discurso. Dez soldados da polícia militar do Estado de São Paulo foram entrevistados e a transcrição destas foi analisada. A partir das análises é possível refletir sobre a dubiedade do verdadeiro objetivo do trabalho policial, deslizando facilmente do cuidado da população desamparada ao cuidado de si, desamparado sob a pressão da farda.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.