WISC-III: Instrumento para Confirmação de Altas Habilidades ou Superdotação

Lurian Dionizio Mendonça, Olga Maria Piazentin Rolim Rodrigues, Vera Lúcia Messias Fialho Capellini

Resumo


Utilizou-se o WISC-III para confirmar o alto desempenho intelectual em alunos identificados com indicadores de altas habilidades ou superdotação (AH/SD). Foram avaliados com o WISC-III, 74 alunos dos anos iniciais do ensino fundamental de uma escola estadual do interior do Estado de São Paulo, indicados a partir da aplicação do teste das Matrizes Progressivas de Raven, Teste de Desempenho Escolar e pela indicação do professor. Para confirmar as AH/SD adotou-se os critérios: pelo menos dois indicadores, dentre os três instrumentos aplicados e ter pelo menos um QI (Verbal, Execução ou Total) acima de 130 no WISC-III. Foram confirmados 11 alunos e identificados 14 que obtiverem pelo menos um QI superior no WISC-III e que precisam de uma observação mais cautelosa, uma vez que, apresentaram resultados superiores em comparação aos demais. O WISC-III mostrou-se adequado, pois além de subsidiar na identificação de alunos com AH/SD, apontou outros alunos, que precisam de uma observação mais cautelosa, uma vez que, apresentaram resultados superiores em comparação com os demais.

Palavras-chave


Testes Psicológicos; Escala de Inteligência Wechsler para Crianças; Educação Especial

Apontamentos

  • Não há apontamentos.