RISCO INVISÍVEL: TRABALHO E SUBJETIVIDADE NO SETOR ELÉTRICO

Julice Salvagni, Marília Veríssimo Veronese

Resumo


Este estudo se origina de uma pesquisa que abordou a noção de risco no trabalho no setor elétrico. O termo “risco invisível” surgiu do discurso dos trabalhadores do setor, referindo-se à eletricidade que não pode ser vista, mas oferece riscos específicos. Dá-se ênfase a uma análise da noção de risco, enquanto fenômeno da modernidade, mas passando também pela discussão da confiança básica e da segurança ontológica. Ao relacionar esse marco teórico com a realidade do trabalho no setor elétrico, entra em cena o articulador teórico dos mecanismos de defesa, através da psicodinâmica do trabalho. Do ponto de vista político, é importante refletir sobre a realidade da segurança no âmbito das relações de trabalho, já que os trabalhadores são expostos a riscos específicos em cada atividade. A reflexão teórica e observação empírica constante são um caminho para pensar intervenções no âmbito da dimensão sócio-psicológica do risco no trabalho.

Palavras-chave


Risco Invisível; Trabalho; Subjetividade; Mecanismos de defesa; Setor elétrico.

Texto completo:

PDF


Associação Brasileira de Psicologia Social www.abrapso.org.br