Relações entre religiosidade e homossexualidade em jovens adultos religiosos

Laura Moraes Ribeiro, Fabio Scorsolini-Comin

Resumo


O objetivo deste estudo é conhecer de que modo a homossexualidade tem sido compreendida por jovens adultos homossexuais praticantes de diferentes religiões. Foram entrevistados 11 participantes de ambos os sexos, com idade entre 20 e 30 anos, praticantes das religiões católica, espírita e evangélica. Os participantes responderam à técnica de história de vida e a uma entrevista semiestruturada, ambos analisados pelo modelo bioecológico. A maior parte dos participantes relata que sua religião considera a homossexualidade como um “pecado” ou “doença”. Entretanto, todos discordam de visões negativas sobre a homossexualidade. A maior parte dos participantes afirma possuir um relacionamento positivo com a comunidade religiosa, sendo que poucos relataram situações de desconforto ou discriminação. Observa-se que os elementos microssistêmicos relacionados à comunidade religiosa que frequentam, como movimentos de aceitação, acolhimento ou restrições, parecem ser mais significativos para o desenvolvimento pessoal que o conjunto de crenças que compõem o macrossistema religioso.

Palavras-chave


homossexualidade, religiosidade, espiritualidade, jovens, homofobia.

Texto completo:

PDF


Associação Brasileira de Psicologia Social www.abrapso.org.br