Inovação Global de Subsidiárias Estrangeiras Localizadas em Mercados Emergentes

Sidney Costa, Felipe Mendes Borini, Marcos Amatucci

Resumo


O presente artigo tem como objetivo mostrar que a inovação global em subsidiárias estrangeiras instaladas em mercados emergentes depende diretamente do contexto competitivo internacional e indiretamente do contexto competitivo nacional, para tanto, necessitando da inserção das subsidiárias nas redes externas do país hospedeiro. Nesse intuito, o artigo utiliza como objeto de investigação as subsidiárias estrangeiras instaladas no Brasil, como representantes das subsidiárias hospedadas em mercados emergentes. Por meio de um survey conduzido com as maiores subsidiárias instaladas no Brasil, o artigo apresenta um modelo de equações estruturais para testar as hipóteses propostas. O resultado atesta que as subsidiárias estrangeiras localizadas em mercados emergentes que praticam atividades de inovação global usam estratégias diferenciadas para acessar os recursos do ambiente externo. Para aproveitar os benefícios do contexto competitivo nacional do país hospedeiro as subsidiárias precisam se envolver em redes técnicas, como meio de superar as adversidades do local e aprender a operar no mercado emergente. Por sua vez, as subsidiárias integradas em cadeias produtivas globais fazem uso direto do contexto competitivo internacional localizado em países desenvolvidos.

Palavras-chave


subsidiárias estrangeiras; estratégia de empresas multinacionais; inovação global.



Prezado autor,

Nosso periódico migrou para uma nova plataforma de submissão de manuscritos - ScholarOne Manuscripts. Novas submissões deverão ser feitas através do seguinte endereço:

http://mc04.manuscriptcentral.com/rac-scielo

Qualquer dúvida, entre em contato conosco.