A montanha e os caminhos: Sérgio Buarque e as cidades

Robert Wegner

Resumo


O objetivo do artigo é investigar a gestação do projeto intelectual de Sérgio Buarque de Holanda de estudar as bandeiras, as monções e seus desdobramentos. Para isso, analiso a trajetória do autor durante o primeiro governo Vargas, especialmente o momento em que lança Raízes do Brasil, em 1936, e o estabelecimento do Estado Novo no ano seguinte. Argumento que é nesse contexto que Sérgio Buarque passa a estudar a história da sociedade paulista, pensando-a como uma alternativa para a modernização da tradição ibérica.

Palavras-chave


cordialidade; fronteira; mentalidade capitalista



Av. Professor Lineu Prestes, 338
Cidade Universitária
Caixa Postal 8105
05508-900 São Paulo SP Brazil
Tel. / Fax: +55 11 3091-3047
e-mail: rbh@anpuh.org