https://submission.scielo.br/index.php/aval/issue/feed Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior 2023-08-18T11:36:52-03:00 Silmara Pereira revistaavaliacao@uniso.br Open Journal Systems <p><strong>Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior,</strong> é uma publicação da instituição <a href="https://uniso.br/home">Universidade de Sorocaba (Uniso)</a> em parceria com a <a href="https://www.unicamp.br/unicamp/">Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)</a>, com foco na divulgação de estudos e pesquisas da área de Educação Superior em fluxo contínuo, cujo objetivo é contribuir para o desenvolvimento dos estudos e pesquisas no campo da Educação Superior, em especial sobre Avaliação Institucional da Educação Superior, e temas relacionados com tendências e políticas da ciência e tecnologia, produzidos por pesquisadores(as) de universidades e instituições de pesquisas do Brasil e do exterior. </p> <p><strong>Título: </strong>Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior</p> <p><strong>Título abreviado:</strong> Aval. (Campinas; Sorocaba, Online)</p> <p><strong>Título anterior:</strong> Avaliação: Revista da Rede de Avaliação Institucional da Educação Superior</p> <p><strong>Ano de fundação</strong>: 1996</p> <p><strong>e-ISSN</strong> - 1982-5765 </p> <p><strong>Qualis/CAPES</strong>: A1</p> <p><strong>Área do Conhecimento</strong>: Ciências Humanas</p> <p><strong>Subárea:</strong> Educação</p> <p><strong>E-mail</strong>: revistaavaliacao@uniso.br</p> <p><strong>Prefixo DOI: </strong>10.1590 (Scielo)</p> <p style="text-align: justify;"> <a title="Submissões" href="https://submission.scielo.br/index.php/aval/about/submissions">Submissões</a> <a title="Acessar Revista" href="https://submission.scielo.br/index.php/aval/about">Acessar Revista</a> <a title="Atual" href="https://www.scielo.br/j/aval/i/2022.v27n3/">Atual</a></p> https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/274896 Análise de distratores 2023-05-17T22:28:33-03:00 Sandra Cristina Martini Rostirola sandra.rostirola@ifc.edu.br Elisa Henning elisa.henning@udesc.br Ivanete Zuchi Siple ivanete.siple@udesc.br <p>Testes baseados em itens de múltipla escolha frequentemente utilizam a Teoria da Resposta ao Item para a estimação de parâmetros dentro de modelos dicotômicos. Contudo, o Modelo de Resposta Nominal permite estudar itens politômicos considerando a informação obtida na análise das alternativas escolhidas pelos respondentes. Nesse sentido, a presente pesquisa objetiva interpretar o conteúdo e alternativas dos itens do ENADE 2017 referentes aos cursos de Licenciatura em Matemática a fim de contribuir para o aprofundamento da análise edumétrica do referido teste, por meio de uma abordagem quanti-qualitativa utilizando concomitantemente o Modelo de Resposta Nominal e a perspectiva da análise de erros em matemática.&nbsp; Os resultados indicam que o teste ENADE 2017 para o curso de Licenciatura em Matemática continha itens com necessidade de revisão por experts da área e esclarecem alguns raciocínios dos respondentes.</p> 2023-12-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/272135 O RELATÓRIO TÉCNICO DO GRUPO DE TRABALHO DE PRODUÇÃO TÉCNICA DA CAPES 2023-02-16T21:13:24-03:00 Walner Mamede walner.mamede@capes.gov.br <p>O presente trabalho buscou realizar uma análise do relatório técnico da Capes, sobre avaliação de produtos técnicos e tecnológicos, produzido pelo grupo de trabalho responsável, em 2019, com o objetivo de avaliar sua adequação instrumental. Para nossas análises, utilizamos a literatura que aborda as características que, necessariamente, devem estar presentes em relatórios técnicos ou tecnológicos, dando suporte às nossas conclusões. Como resultado, identificamos evidências de que o relatório técnico da Capes não reúne as condições necessárias para figurar como um instrumento viável à uma aplicação na análise de outros relatórios técnicos.</p> 2023-12-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/260237 Credenciar-se ou não na pós-graduação 2023-06-21T08:01:08-03:00 Elisabete Stradiotto Siqueira betebop@ufersa.edu.br Erlaine Binotto erlainebinotto@ufgd.edu.br Thais Cremon thaiscremon@outlook.com Pedro Vinícius Juchem Herrera ppedrovjh21@gmail.com <p>O objetivo foi identificar a percepção deste em relação à atuação na pós-graduação articulada a fatores motivacionais, pessoais e organizacionais. Um questionário foi aplicado a 502 professores doutores de programas de pós-graduação de uma instituição pública de ensino superior, obtendo-se 113 respostas válidas. Os dados foram analisados utilizando o software estatístico R. Os resultados indicaram que a vinculação à pós-graduação está ligada à dimensão afetiva, visto que gostar do que faz (motivacional) e o relacionamento com os alunos (organizacional) foram os fatores mais destacados. Quando questionados sobre o que os levaria a se descredenciar, a dimensão individual foi destacada na falta de realização pessoal com a atividade e o adoecimento pessoal ou familiar. Questões estruturais foram indicadas, embora não predominantes. A forte vinculação da motivação docente relacionada a fatores pessoais e motivacionais, pode explicar por que em condições tão adversas esses profissionais optam por permanecer.</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/270933 Tecnologias da informação e comunicação no ensino da Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia durante a pandemia de COVID-19 2023-06-21T09:46:59-03:00 Maria Cristiane Barbosa Galvão mgalvao@usp.br Ivan Luiz Marques Ricarte ricarte@unicamp.br Gabriela Rezende grezende@fmrp.usp.br Isabela Dallasta Calandrin isacalandrin@usp.br <p><span style="font-weight: 400;">Preocupações relacionadas ao uso de tecnologias no ensino superior são recorrentes em vários países e áreas do conhecimento. Este estudo transversal exploratório mapeou usos e percepções sobre as tecnologias da informação e comunicação no ensino de Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia durante a pandemia de COVID-19, no Brasil, por meio de um questionário online. Participaram do estudo 87 acadêmicos vinculados a cursos de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. No que concerne ao apoio institucional recebido durante a pandemia para o uso de tecnologias de informação e comunicação no processo de ensino-aprendizagem, 84 participantes se manifestaram, dos quais 13 (15,5%) declararam que este apoio foi ruim; 40 (47,6%) que o apoio foi regular, 23 (27,4%) que o apoio foi bom e 8 (9,5%) que o apoio foi ótimo. A análise temática de 87 respostas observou a predominância de três temas: percepções positivas sobre o uso de tecnologias, percepções relacionadas às adversidades no uso de tecnologias e percepções relacionadas às estratégias para aperfeiçoar o uso das tecnologias de informação e comunicação no processo de ensino-aprendizagem, havendo destaque para as percepções sobre adversidades. Notou-se que o ensino remoto possui desvantagens derivadas do potencial despreparo da comunidade acadêmica para o uso de tecnologias, bem como especificidades relacionadas ao campo da saúde como a necessária relação aluno-paciente. Assim, os usos de tecnologias da informação e comunicação no ensino destas áreas demandam atenção aprofundada das instituições de ensino superior e comunidade acadêmica para a adoção, treinamento e avaliação de inovações.</span></p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/257311 A internacionalização da pós-graduação no Brasil 2023-08-07T11:30:05-03:00 Andressa Bones Flores andressabonesflores@gmail.com Janaina Pamplona da Costa jpcosta@unicamp.br Marina Fontolan fontolan@unicamp.br <p>Este artigo apresenta e discute como o percurso da pós-graduação e sua internacionalização ao longo do tempo auxilia no debate sobre os impactos, benefícios e gargalos do doutorado pleno e sanduíche no exterior. A metodologia empregada foi uma sistematização histórica. O artigo inicia com um histórico do desenvolvimento dos cursos de pós-graduação no Brasil, utilizado como contexto geral para a discussão acerca do emprego e efetividade das bolsas nas modalidades de bolsas doutorado pleno e doutorado sanduíche no exterior. Depois de apresentarmos o histórico destas mobilidades de bolsas de estudos, apresentamos as discussões existentes em torno destes tipos de financiamento de pesquisa. Concluímos que a falta de uma sistematização completa de dados sobre a efetividade das duas formas de fomento para o avanço da produção do conhecimento no Brasil dificulta uma análise mais profunda do impacto destes tipos de financiamento, assim como informar melhor as políticas públicas que visem o desenvolvimento da ciência nacional.</p> 2023-12-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/277713 A motivação dos estudantes de programas de pós-graduação 2023-08-18T11:36:52-03:00 Ana Maria Alves Carneiro da Silva anamacs@unicamp.br Luciane Graziele Pereira Ferrero lucianee@unicamp.br Adriana Bin adribin@unicamp.br Cristiano Morini cmorini@unicamp.br <p><strong>O conhecimento sobre a motivação dos estudantes para programas de pós-graduação é um aspecto pouco explorado na literatura. Este artigo tem como objetivo analisar os perfis e as motivações dos estudantes na área de Administração, com ênfase em programa de pós-graduação no Brasil. Por meio de uma análise longitudinal de seis anos de um programa de uma instituição pública do estado de São Paulo, Brasil, utilizando a análise de correspondência múltipla, os resultados mostram a existência de três <em>clusters</em> que agrupam características referentes ao motivo de escolha da instituição e do curso, experiência acadêmica, experiência profissional e características sociodemográficas. A análise dos discentes do programa mostra perfis distintos entre os estudantes de mestrado e doutorado e evidencia desafios a serem enfrentados pela gestão do programa. Também abre uma agenda de pesquisa de acompanhamento longitudinal sobre a satisfação com o programa e desenvolvimento de competências, por meio dos questionários que são aplicados em diferentes fases da trajetória dos estudantes. A metodologia utilizada tem potencial para adaptação e utilização em outros programas de pós-graduação, bem como os insights são fontes potenciais de análise comparativa com outros programas semelhantes, visando ações que possam aumentar a atratividade de estudantes.</strong></p> 2024-01-05T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2024 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/268057 Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), sob a perspectiva da política de cotas na Universidade Federal de Goiás (UFG) 2022-09-21T09:58:30-03:00 Lúcia Maria de Assis luciamariadeassis@gmail.com Thays Santos Souza thayssantos@ufg.br <p>Este estudo objetiva compreender o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como mecanismo de acesso à Educação superior no Brasil, com enfoque no processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) na Universidade Federal de Goiás (UFG), sob a perspectiva da Lei n. 12.711/2012 (Lei de cotas), por meio de uma revisão bibliográfica e documental articulando o histórico dos processos seletivos, com ênfase no Enem e seus desdobramentos como instrumento de acesso ao nível superior. Inicialmente, o Enem cumpriu a função de avaliar o desempenho discente no ensino médio até se transformar em principal mecanismo de seleção para ingresso na Educação superior. Esta avaliação aliada à implementação da Lei de cotas, promoveu um processo de inclusão de pessoas negras e de baixa renda na UFG. Entretanto ainda há muitos desafios a serem enfrentados, sobretudo em 2022, que marca o último ano de vigência da Lei de Cotas e muitas incertezas quanto à perspectiva da sua reedição pelo Congresso Nacional.</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/276818 Percepção de egressos e mestrandos acerca do produto educacional em um programa de pós graduação profissional 2023-07-21T10:06:03-03:00 Andréa Perosa Saigh Jurdi a.jurdi@unifesp.br Rosangela Soares Chriguer chriguer@unifesp.br Karina Franco Zihmann karina.zihlmann@unifesp.br Dafne Komora Tambeiro dafne.tambeiro@unifesp.br Maria Cristina Mazzaia mcmazzaia@unifesp.br <p>Os produtos educacionais (PE) têm sido um aspecto estruturante na investigação e intervenção propostas pelas pesquisas de mestrado ou doutorado profissionais. Pretende-se apresentar e discutir os resultados de uma pesquisa realizada referente à percepção de mestrandos e egressos do Programa de Mestrado Ensino em Ciências da Saúde – Modalidade Profissional (PPGECS) sobre os processos de construção do PE. Foi utilizado questionário, com perguntas fechadas e abertas. Responderam ao questionário 46,8% dos mestrandos matriculados e 17,7% dos egressos matriculados entre 2017-2020. Para 53,8% dos egressos e para 29,8% dos mestrandos, o PE surgiu após os resultados obtidos com a pesquisa. Em relação à definição do PE 32,4% dos mestrandos definiram como um recurso a ser desenvolvido com expectativas de intervenção na prática profissional. Em relação aos tipos e natureza dos PE elaborados foram mais citados cursos de formação profissional por 27% dos mestrandos e por 34,6% dos egressos. Foi evidenciado a heterogeneidade de concepções e condutas sobre a construção e implantação do PE. Esses dados devem ser considerados no processo de autoavaliação, pois o PE tem seu fundamento na proposta da transformação das práticas do profissional inserido em um programa de Pós-graduação profissional.</p> 2023-12-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/266070 Impactos da Lei de Cotas em uma Instituição Federal de Ensino Superior (IFES): estudo sobre a evasão discente 2023-06-21T08:26:40-03:00 Adriana Castro Araújo adrianacastro@ufc.br Wagner Bandeira Andriola wagner.andriola@pq.cnpq.br <p>Apresentam-se resultados de pesquisa empregando-se série histórica de dados institucionais acerca da evasão discente em cursos de graduação, para comparar-se o período anterior (2008 a 2012) com o posterior (2013 a 2017) à implementação da Lei de Cotas, de modo a obter-se indícios dos impactos desta ação afirmativa no interior da Universidade Federal do Ceará (UFC). Os resultados revelaram (i) decréscimo sistemático das taxas de evasão a partir de 2013; (ii) inexistência de diferença significativa entre as médias das taxas de evasão dos períodos anterior e posterior à Lei de Cotas; (iii) diferença significativa entre as taxas de evasão de alunos cotistas e não cotistas em todas as áreas de conhecimento, com aqueles apresentado maior percentual. Concluiu-se que se faz urgente a implementação e/ou o aprimoramento de políticas acadêmicas voltadas ao combate da evasão dos alunos cotistas, e ações preventivas de assistência estudantil, dentre as quais o acompanhamento psicológico e pedagógico, para que, desse modo, a Lei de Cotas surta o efeito social esperado e a referida universidade siga cumprindo sua missão de formar profissionais da mais alta qualificação.</p> 2023-12-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/275448 Avaliação de eficiência de universidades federais brasileiras 2023-06-20T07:31:14-03:00 Paulo Elias Gualandi Filho pegualandi@gmail.com Erivelto Fioresi de Sousa erivelto.sousa@ifes.edu.br Cinta Tavares do Carmo cintiata@ifes.edu.br Tiago José Menezes Gonçalves tiago.goncalves@ifes.edu.br <p>A educação superior além de desempenhar um fundamental papel social, tem seu desempenho intrinsecamente ligado ao desenvolvimento econômico de um país. A recente crise mundial provocada pela pandemia de coronavírus trouxe fortes impactos para o sistema educacional, como a redução de 8,61% do orçamento público destinado a educação no Brasil para o ano de 2021 quando comparado aos valores de 2020. Fato que agravou ainda mais um cenário já existente de desmantelamento da educação pública. A identificação de instituições ineficientes, com problemas de alocação de recursos públicos, se apresenta como alternativa de início de um processo de melhoria para o desenvolvimento do setor público. Este trabalho se propõe a avaliar a eficiência das universidades federais brasileiras, no período de 2017 a 2021, através da aplicação de indicadores de performance definidos pelo Tribunal de Contas da União para Instituições de Ensino Superior na metodologia DEA com foco nos indicadores de saída, além de estabelecer um ranking das unidades avaliadas, e determinar as eficientes e as ineficientes. Através do estudo realizado é possível conjecturar que a pandemia de COVID-19 impactou a eficiência das universidades federais brasileiras, que apresentou uma redução de 0,95% em sua média entre os anos de 2019 e 2021, além disso, outra percepção importante é o desempenho das universidades da região Norte do país, que possui a melhor média de coeficiente de eficiência dentre todas as regiões.</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/264295 Panorama da literatura científica brasileira sobre saúde mental na universidade 2022-05-24T09:18:51-03:00 Alex Viana de Araujo alexvianadearaujo@gmail.com Fernanda David Vieira fdv.nanda@gmail.com Edi Cristina Manfroi edicristinam@gmail.com <p>Com o objetivo de compreender o fenômeno saúde mental no contexto de trabalho das Instituições de Ensino Superior, esta revisão sistemática da literatura analisou as publicações nacionais no período entre 2011 e 2021. O levantamento da produção acadêmica ocorreu no Periódicos CAPES, SciELO, Portal Regional da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e Pepsic. Apenas 35 artigos atenderam aos critérios de inclusão. Os assuntos mais abordados relacionados à saúde mental dos servidores no ambiente acadêmico são: produtividade e transtornos mentais comuns, sofrimento mental/adoecimento, outros transtornos mentais, síndrome de <em>burnout</em>, contexto de trabalho e saúde mental. Os achados apontam para um maior número de publicações no ano de 2020, concentrados em periódicos da área da saúde, estudos empíricos, quantitativos, realizados na grande maioria em instituições públicas de ensino, preferencialmente com docentes, com predominância na região sudeste do país. Há lacunas por região, tema e categoria profissional, o que requer maiores esforços de pesquisas na área para melhor compreender o tema.</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/274921 A pesquisa em educação 2023-05-18T18:41:28-03:00 Gracilene Ferreira Pantoja gracilenepantoja.gp@gmail.com João Batista Santiago Ramos joaobatistasantiagoramos@gmail.com Yvens Ely Martins Cordeiro yemcordeiro@ufpa.br <p>Esta pesquisa analisou as produções científicas sobre o surgimento da pesquisa em Educação na Região Norte e as tendências temáticas de três programas de pós-graduação <em>stricto sensu</em> das universidades públicas federal e estadual do Pará, Brasil entre os anos de 2005 a 2021 por meio da pesquisa bibliográfica e documental, na qual foram analisadas um total de 820 dissertações com base na análise temática e descritiva. Como resultado constatou-se que o surgimento da Pesquisa em Educação ocorreu após um longo percurso que culminou na militância intelectual dos líderes de grupos de pesquisas no fazer científico-acadêmico. No âmbito das pós-graduações identificou-se elevada diversidade de temas, sendo no programa PPGED-UFPA (55), PPGED-UEPA (37) e PPEB-UFPA (22) com maior frequência absoluta na temática da Formação de Professores, Ensino de Matemática e Currículo. Ambos com influência direta do contexto histórico, sociopolítico e econômico.</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/272698 Modelos teóricos da evasão no ensino superior e notas sobre o contexto nacional 2023-03-07T10:26:10-03:00 Cristiane Borges Pinheiro cris_borgesantos@hotmail.com Jorge Luis Lordelo de Sales Ribeiro jorgeluizdesales@gmail.com Sérgio Augusto Franco Fernandes sergioaffernandes@gmail.com <p>O fenômeno da evasão se configura como uma preocupação nos cursos de graduação das universidades brasileiras, acarretando alguns problemas, dentre os quais destacamos os gastos de recursos públicos, tendo como consequência um sério comprometimento na qualificação dos nossos jovens, nas mais variadas áreas do conhecimento. As pesquisas teóricas sobre a evasão no ensino superior, principalmente as que dizem respeito à evasão no Brasil, são muito recentes, mas, apesar de recentes, são muito importantes para que possamos nos situar diante desse fenômeno e melhor compreendê-lo, visto que trazem prejuízos, tanto para as instituições, quanto para o indivíduo que evade. Neste sentido, esteartigoapresenta importantes modelos teóricos sobre evasão, tais como os que foram elaborados por Tinto(1975), Bean(1980), Coulon (1980), Astin(1999) e Cabrera (1993), autores comumente utilizados como referência nos estudos sobre evasão universitária. Buscamos, portanto, fomentar e aprofundar essa discussão, contextualizando o fenômeno da evasão a partir da nossa realidade, com estudos feitos por pesquisadores brasileiros. Para que soluções possam ser pensadas, o conhecimento da realidade se mostra fundamental.</p> <p>&nbsp;</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/260320 Um campo universitário-urbano no nordeste brasileiro 2022-12-05T10:47:32-03:00 Eduardo Gomes Machado eduardomachado@unilab.edu.br Ricardo César Carvalho Nascimento ricardonascimento@unilab.edu.br Iadira Antonio Impanta yadiraimpanta@hotmail.com <p>Este artigo apresenta e opera preliminarmente um arcabouço analítico que fundamenta uma análise crítica das situações cotidianas vivenciadas em uma universidade, situações não somente formais ou acadêmicas, <em>stricto sensu</em>. Compõem esse arcabouço a ideia do campo universitário-urbano, as disposições sociais, os distúrbios e as situações problemáticas, o cotidiano e as experiências, os subcampos e polos. Esse arcabouço analítico está sendo constituído a partir de uma universidade federal pública, interiorizada e internacionalizada, sediada em pequenas cidades interioranas no nordeste do Brasil. Uma universidade profundamente marcada pela diversidade social, inclusos centenas de estudantes que são originários de países africanos. Os dados foram coletados, construídos, sistematizados e analisados a partir da imersão cotidiana no campo, com foco nos impactos da implantação da universidade em pequenas cidades, considerando particularmente os desafios enfrentados pelos discentes. Dentre os recursos metodológicos utilizados, cabe indicar a observação participante, a análise documental, questionários, depoimentos e entrevistas. Conclui-se que o campo universitário-urbano agrega agentes variados, com subcampos, polos esquemas cognitivos e sentidos partilhados, bem como formas singulares dos diferentes agentes lidarem com as situações problemáticas. Além disso, evidencia-se uma centralidade conflitual na dinâmica cotidiana, a presença de dois ciclos entre 2011 e 2019 e a existência de tensões persistentes entre hegemonias e subalternidades que se recriam. Entende-se, assim, que o artigo impacta positivamente os estudos e as análises sobre a educação superior, e, particularmente, sobre as universidades no Brasil.</p> 2023-10-05T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/271287 A organização do ambiente virtual de aprendizagem na EaD 2023-08-01T16:21:27-03:00 Raissa Araujo Silva araujoraissa502@gmail.com Edneide Maria Pinheiro Galvão edneide.maria@ufrn.br Maria Cristina Leandro Paiva cristina.leandro@ufrn.br <p>O artigo objetiva discutir a organização didática do ambiente virtual de aprendizagem, a partir do ponto de vista dos estudantes, e compreender as singularidades dos processos de interação nesse contexto. Os dados foram construídos a partir de um questionário aplicado com estudantes de diferentes cursos, de um polo da educação a distância. Os resultados indicam que a organização didática das páginas depende de um planejamento, que articule os conteúdos, as estratégias metodológicas, os recursos didáticos, a avaliação e as informações, de modo a atender às especificidades da EaD. Quanto ao fenômeno da interação, destaca-se a participação ativa e constante, além dos feedbacks, como potencializadores das relações entre os atores envolvidos, o que contribui para o engajamento do estudante.</p> 2023-12-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/259833 Expressões do machismo entre universitários do Sul do Brasil 2023-06-21T08:05:11-03:00 Alexandre Guilherme alexandre.guilherme@pucrs.br Joacir Marques da Costa mc.joacir@gmail.com Camila Aloisio Alves camila.aloisioalves@gmail.com Cristiane Silveira dos Santos chane.s.santos@gmail.com <p>: O presente artigo aborda a temática machismo a partir dos resultados das análises estatísticas descritivas oriundas do estudo “A Violência na População Universitária”. Para tanto, foi utilizado como método a aplicação do instrumento IV-SOPRA (Index de Violência Sofrida e Praticada) entre estudantes (n=510) de uma universidade pública do sul do país. As análises estatísticas descritivas sobre o machismo foram realizadas a partir do ponto de vista do espectador, do perpetrador e da vítima de manifestações machistas, o que suscitou diferentes reflexões. Para além dos números buscamos compreender o conceito de machismo trazendo autoras como Saffioti (1987; 2001), Minayo (2005) e Scott (1995). Acreditamos neste texto como uma ótima oportunidade de discutir o contexto universitário que, para além de um reprodutor do comportamento social, precisa ser um espaço construtor de novas óticas e novos conceitos que trabalhem em prol de uma sociedade mais justa e igualitária.</p> 2023-12-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/277165 Políticas públicas de educação financeira 2023-07-31T14:23:16-03:00 Daniela Cristina Lourenço Bufalo daniela.lourenco@hotmail.com.br Rafael Ângelo Bunhi Pinto rafael.pinto@prof.uniso.br <p>Em tempos mais atuais, a urgência de educar-se financeiramente emerge em meio a discussões que ocorrem no âmbito de organismos multilaterais e governos no mundo todo, com o propósito de formar cidadãos conscientes do impacto de suas ações como agentes financeiros individuais na sociedade global, por meio da educação. Nesse contexto, o objetivo geral deste artigo é analisar o contexto histórico da Educação Financeira como política pública no Brasil, até se chegar ao mapeamento das principais ações práticas no ensino superior, após a implementação da Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF). Quanto à metodologia, é feito um levantamento bibliográfico dos trabalhos científicos publicados e disponibilizados nas plataformas Portal de Periódicos da Capes e SciELO-Brasil, no período compreendido entre 2011 e 2021, que abordam a educação financeira como política pública no contexto da educação superior. Como resultado, percebe-se que os estudantes da educação superior têm ficado à margem das políticas públicas sobre o tema e as Universidades têm atuado de forma tímida como disseminadoras do letramento financeiro e produção de conhecimento científico, por meio de publicações acadêmicas que podem contribuir para o aprimoramento e expansão do alcance da ENEF.</p> 2023-12-19T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/267841 FIES, PROUNI E REUNI 2022-09-14T09:22:50-03:00 Guilherme Andre Dal Moro guilhermedalmoro@gmail.com Maria Lourdes Gisi gisi.marialourdes@gmail.com <p>O estudo tem como objetivo de pesquisa investigar as políticas públicas de democratização do acesso à Educação Superior e identificar como estas políticas expansionistas se apresentam na produção científica da área de educação. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada mediante uma revisão narrativa na base de dados da Scientific Electronic Library Online - Scielo e do Portal de Periódicos Capes. Foram selecionados 58 artigos com base nas etapas e diretrizes do PRISMA (<em>Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses</em>): identificação, triagem, elegibilidade e inclusão. A análise e interpretação dos textos teve suporte em Bardin (2010) e resultou em seis principais temas de análise. Os estudos deixaram evidente que as políticas públicas de Estado direcionadas à democratização do acesso à Educação Superior, ao longo das últimas duas décadas, objetivaram o aumento do número de vagas e matrículas no setor como mecanismo de promoção de inclusão social, sem alterar substancialmente os fatores que originam a desigualdade e a exclusão em questão. Resultados mais efetivos destas políticas públicas demandam melhoria da infraestrutura de Educação Básica e Superior, da formação, qualificação e remuneração dos professores, das condições de permanência dos estudantes e de maior valorização da escola e da própria universidade.&nbsp;</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/275916 A expansão desigual das engenharias no ensino superior brasileiro (2011 – 2017) 2023-06-24T10:25:38-03:00 Leonardo Augusto Lopes Rodrigues leonardoalr@gmail.com <p>Entre 2011 e 2017, a engenharia esteve entre as áreas com maior expansão de concluintes no ensino superior brasileiro. Este trabalho analisa se esse processo de expansão levou a uma maior ou menor concentração de concluintes entre suas especialidades. A partir do Censo do Ensino Superior de 2011 a 2017, a análise mostrou que as engenharias se expandiram de forma desigual. Identificou-se que apenas duas especialidades no setor privado foram responsáveis 60,1% da expansão das engenharias. No setor público, a expansão foi menor e ocorreu de forma equilibrada entre as especialidades. A análise no nível das especialidades revelou que a expansão ocorreu a partir de duas dinâmicas: concentração de concluintes em poucas especialidades no setor privado (isomorfismo) e maior diferenciação institucional entre públicas e privadas (diferenciação).</p> 2023-12-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/265097 A gestão da propriedade intelectual nas instituições públicas de ensinos superiores mineiras 2023-06-22T10:32:20-03:00 Larissa Campos Sousa laricamp97@gmail.com Allynson Takehiro Fujita allynson.fujita@uemg.br Jhansley Ferreira da Mata jhansley.mata@uemg.br <p>O trabalho desenvolvido demonstra a concessão de patentes nas instituições públicas ensinos superiores do estado de Minas Gerais, sob a perspectiva de analisar os depósitos de patentes realizados pelos seus Núcleos de Inovações Tecnológicas – NITs. Nesta medida, visou observar o número de pedidos de patentes depositados, pedidos concedidos e indeferidos, bem como, a presença da inovação frugal em suas tecnologias. Para melhor desenvolver os estudos, lógica operacional o método dedutivo e a abordagem qualitativa para coletar as informações junto às instituições para que fosse possível desenvolver o estudo. Logo, objetiva-se analisar os depósitos de pedidos de concessão de parentes realizados por essas instituições mineiras, independentemente da sua concessão.</p> 2023-12-13T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/275425 Análise do desempenho das principais universidades que participam no World University Rankings - Times Higher Education (THE) 2023-06-06T14:18:26-03:00 Augusto Londero Orsolin augustoocontador@gmail.com Anderson Luiz Veduim Bortoluzi anderson.bortoluzi@gmail.com Lucas Veiga Ávila lucas.avila@ufsm.br Adriano Mendonça Souza amsouza.sm@gmail.com Luana Rauber Selli luana_selli@hotmail.com <p>Rankings universitários globais são importantes indicadores, que medem a capacidade das universidades de impactar a sociedade positivamente. Neste estudo, teve como objetivo analisar os fatores determinantes no desempenho acadêmico e de sustentabilidade das universidades por continentes participantes do Ranking THE. Quanto ao método, classifica-se como um estudo de descritivo, quantitativo, que considerou para análises o Produto Interno Bruto, e o nível de Sustentabilidade dos países em que as universidades se situam - no desempenho acadêmico das Universidades, mensurado por meio do ranking World University da Times Higher Education (THE). Como principais resultados, destacam-se: verificou-se uma forte relação entre as características em nível de país como PIB, IDH e a Pontuação no World University Rankings do Times Higher Education, o que sugere que as características do país influenciam no desempenho e no nível de sustentabilidade de cada universidade. Do mesmo modo, os grupos pesquisa e ensino são os mais impactantes a Pontuação Geral de melhor universidade.</p> 2023-10-18T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/261361 O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) nas Universidades Federais 2023-03-03T09:14:46-03:00 Platini Gomes Fonseca platinifonseca@hotmail.com Anderson Vieira Santos anderson.vieira@univasf.edu.br Francisco Alves Pinheiro francisco.pinheiro@univasf.edu.br Miguel Lino Spinelli Rabelo Neto admspinelli@gmail.com Yuri Raion de Jesus Ramos yuriraion@hotmail.com <p>O artigo identificou, através de uma investigação descritiva, de natureza qualitativa e quantitativa, quais as formas de participação coletiva, ferramentas administrativas e questões priorizadas e reveladas expressamente pelas universidades federais das regiões Nordeste e Sudeste do Brasil nas suas declarações institucionais. Foram analisados 37 Planos de Desenvolvimento Institucional (PDI), a partir de uma lista de conferência a fim de identificar critérios pré-estabelecidos. A comparação regional indicou uma relativa similaridade na metodologia de construção dos planos, sobremaneira quanto ao modelo participativo e aos mecanismos de monitoramento. Além disso, há uma necessidade de se observar e garantir a presença de outros elementos teóricos que contribuem para mobilização e execução desses planos estratégicos em futuras revisões das suas declarações institucionais.</p> 2024-02-08T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/261964 Maturidade de governança e criação de valor público em instituições públicas de ensino superior 2022-03-11T13:39:55-03:00 Daiane Pias Machado daianepiasmachado@yahoo.com.br Elcídio Henriques Quiraque elcidioquiraque@gmail.com <p>Este estudo analisa a relação entre o nível de governança e a geração de valor nas universidades federais (UFs) do Brasil para o ano de 2018. O estudo contempla 56 UFs e é caracterizado como descritiva, documental e quantitativa. O alcance do objetivo estabelecido deu-se em três momentos. No primeiro, efetuou-se a mensuração do valor público de cada UFs. A proxy utilizada para mensurar o valor público foi a eficiência, obtida por meio da metodologia Data Envelopment Analysis. No segundo momento apresentou-se os estágios de governança por cada instituição e por fim, no terceiro momento discutiu-se a relação entre a nível de governança e a geração de valor público, pela correlação de Pearson. Foi encontrada uma relação positiva entre a eficiência e o nível de governança. A relação positiva encontrada mostrou a importância de fortalecer os mecanismos de governança pública nas instituições de ensino superior, reforçando seu compromisso com a produção de conhecimento e com a qualidade de suas ações, legitimando seu papel na sociedade. O presente estudo inova entre as publicações da literatura por ser a primeira investigação que visa analisar e confirmar a relação entre os dois construtos: nível de governança e valor público, essenciais para a gestão das instituições públicas, principalmente em um ambiente de austeridade fiscal. Espera-se que o estudo apoie os gestores das UFs a entenderem a relação da eficiência na aplicação de recursos públicos e os níveis de governança, com vista a maximização do valor da instituição.</p> 2024-02-08T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/263806 Redes de pesquisa intencional entre professores de um curso de graduação em Enfermagem 2023-01-10T16:58:56-03:00 Clesnan Mendes-Rodrigues clesnan@ufu.br Maria Beatriz Guimarães Raponi mariabgfo@gmail.com Cristiane Martins Cunha cristiane.cunha.ufu@gmail.com Tatiany Calegari tatiany.calegari@ufu.br Vivian de Moraes Coelho viviancoelho97@hotmail.com Anna Claúdia Yokoyama dos Anjos annaclaudia@ufu.br Omar Pereira de Almeida Neto omar.almeida@ufu.br <p>A disponibilidade pública de currículos e dados sobre projetos de pesquisa está oferecendo um novo campo para análise de relações entre pesquisadores e o uso de redes é uma ferramenta adequada para esse fim. No entanto, poucos estudos ainda têm analisado curso de graduação em enfermagem que não estão associadas a programas de pós-graduação em Enfermagem. Este estudo avaliou redes de intenção de pesquisa entre professores permanentes de um curso de graduação em Enfermagem de uma instituição brasileira, federal e pública, com base em grupos de pesquisa registrados no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (conhecido como CNPq) e projetos de pesquisa registrados na Plataforma Lattes. Os grupos de pesquisa e currículos de todos os professores (ativos ou aposentados) foram acessados e avaliado como esses professores interagem por diferentes redes de interação, de acordo com a intenção da pesquisa, baseada em diferentes relações como as entre professores, áreas e instituições. Observou-se redes não estruturadas, com atores sem conexão, presença de vínculos "negligenciados" e possíveis registros inativos relacionados à formação acadêmica. As nuvens de palavras também mostraram que as palavras usadas na maioria das vezes são pouco informativas sobre as temáticas de pesquisa. O uso de redes foi eficaz na interpretação das interações relacionadas à intenção de pesquisa quando aplicada a um curso de graduação, destacando muitos padrões de comportamento do grupo e se apresentou como uma ferramenta eficaz para planejar e compreender as intenções de pesquisa em uma unidade de ensino.</p> 2024-02-08T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/268063 Motivação 2022-12-12T14:53:34-03:00 Frederico Sauer Guimarães Oliveira frederico.oliveira@uerj.br Yuri de Abreu de Melo abreumelo@ime.eb.br Martius Vicente Rodriguez Y Rodriguez martiusrodriguez@id.uff.br <p>O uso de metodologias ativas tem se mostrado uma ferramenta capaz de aumentar o nível de aprendizado dos alunos, e em especial aqueles com dificuldades de concentração. Um desafio para os professores é obter o engajamento do aluno para a realização de atividades prévias ao encontro presencial, como assistir uma aula gravada ou ler um artigo. Este trabalho descreve um experimento feito em uma universidade inclusiva onde, após uma criteriosa pesquisa para a escolha das estratégias mais adequadas às características do público-alvo e as restrições da instituição, foram elaborados os materiais didáticos e atividades práticas que foram usados durante todo um período letivo em três disciplinas do ensino de computação. Os resultados revelaram o principal ingrediente para o sucesso dessa empreitada: a motivação dos alunos.</p> 2023-07-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/268527 As intersecções entre gênero e educação em direitos humanos na produção do conhecimento (2015-2020) 2022-12-21T10:11:21-03:00 Natália Melo oliveiramelonatalia@hotmail.com Roberta Rayza Silva de Mendonça robertas.mendonca@hotmail.com Fernando da Silva Cardoso fernando.cardoso@upe.br <p>A educação é ferramenta que transforma as relações sociais. Assim, compreender como se dá a construção do conhecimento na intersecção que se perfaz com as discussões sobre Educação em Direitos Humanos e gênero faz com que tenhamos uma sociedade mais cidadã e que respeite às diferenças entre os sujeitos. Acerca disso, o objetivo geral desta reflexão parte da necessidade de analisar a produção do conhecimento que intersecciona a Educação em Direitos Humanos e gênero nos Programas de Pós-Graduação brasileiro. Como objetivo específico colocamos mapear as produções sobre as questões de gênero interseccionada com a educação em Direitos Humanos nos Programas de Pós-Graduação no Brasil e refletir sobre a categoria gênero na produção de conhecimento na área da educação em Direitos Humanos. Para isso nos utilizaremos do acervo da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, nos utilizando do lapso temporal que compreende os anos de 2015 a 2020, período onde houve um discurso mais conservador acerca dessas temáticas. Além disso, a pesquisa busca perceber em quais Programas e linhas de pesquisa essa intersecção se apresenta de maneira mais contundente. A metodologia utilizada se faz a partir do método dialético, com abordagem qualitativa, sendo o tipo de pesquisa bibliográfica exploratória e descritiva com coleta de dados documental, e análise de dados, a de conteúdo.</p> 2023-07-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/270229 A entrada dos egressos de licenciaturas da educação superior na docência 2023-03-03T10:01:03-03:00 André Vieira andrehpv@gmail.com Jean-Jacques Paul paul.jeanjacques@gmail.com Maria Ligia Barbosa mligiabarbosa@gmail.com <p>Este artigo analisa a relação entre as diferenças qualitativas na formação dos graduados dos cursos de licenciatura da educação superior e os resultados que os egressos obtêm no emprego formal no Brasil. Utilizamos os dados do Enade 2011 e RAIS 2014, para investigar dois tipos de resultados dos graduados no mundo do trabalho: (1) entrada no emprego formal; e (2) emprego na ocupação típica de docência. A análise indica desigualdades nos resultados por gênero, raça e, sobretudo, nível socioeconômico dos egressos, além de mostrar que as diferenças qualitativas na educação superior importam para o seu destino ocupacional.</p> <p>&nbsp;</p> 2023-07-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/270616 A educação a distância como estratégia de captação de alunos após a redução da oferta do Fies 2022-12-22T10:24:38-03:00 Marcelo Augusto Scudeler mscudeler@uol.com.br Elvira Cristina Martins Tassoni cristinatassoni@gmail.com <p>Ao mesmo tempo que viabilizou o ingresso e a permanência de estudantes na educação superior privada, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) também foi uma ferramenta de financeirização do setor, especialmente na primeira metade da década de 2010. Este artigo focaliza as consequências para o segmento educacional, do progressivo encolhimento do Fies a partir de 2015, bem como a Educação a Distância (EaD) como estratégia comercial para minimizar os impactos deste encolhimento no processo de captação de alunos. Trata-se de uma pesquisa documental que pretende demonstrar que, na míngua de fontes públicas estatais de financiamento estudantil, a continuidade do processo de expansão e a manutenção dos resultados das empresas educacionais foi viabilizada pela expansão da EaD.</p> 2023-07-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/253560 Contribuições para melhoria dos indicadores do ENADE 2023-06-20T15:14:52-03:00 Evanilde Gollo Cordazzo evanilde@unochapeco.edu.br Antonio Zanin zanin.antonio@ufms.br Edicreia Andrade dos Santos DOS SANTOS edicreiaandrade@yahoo.com.br <p>Este estudo teve por objetivo identificar a percepção dos coordenadores de curso de graduação quanto às estratégias contributivas para melhoria dos indicadores no Enade. Para tal, foi aplicado uma <em>survey</em> a 110 coordenadores de cursos de graduação de instituições de ensino superior (IES). Os dados coletados foram analisados a partir das técnicas da estatística descritiva e cálculo de entropia da informação. Quanto aos resultados, em relação ao nível de importância atribuído aos indicadores, constatou-se relevante importância atribuída pelos respondentes aos indicadores propostos. Todos os indicadores foram considerados pela maioria dos respondentes como muito importantes, de forma que as médias apresentadas foram superiores a quatro pontos. Em relação ao nível de execução, observou-se níveis inferiores ao nível de importância, entretanto, as médias apuradas demonstram níveis satisfatórios de execução. Conclui-se que o modelo de indicadores proposto foi validado pelos coordenadores servindo de base para a gestão dos cursos.</p> 2024-02-07T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior https://submission.scielo.br/index.php/aval/article/view/270657 Definição de engajamento estudantil no ensino superior 2023-02-24T18:20:07-03:00 Edison Trombeta de Oliveira edisontrombeta@gmail.com Camila Caldini Coutinho camilacaldini@gmail.com Carolina Caldini carolina.mestrado20@gmail.com <p>Este artigo tem por escopo apresentar perspectivas acerca do engajamento estudantil, suas possibilidades e os desafios encontrados pelos estudantes, durante o seu percurso no Ensino Superior. Por meio de pesquisa bibliométrica, buscou-se, na base de dados da Scielo, publicações para identificar as diferentes abordagens referentes a temática. A partir dos dados coletados, foram selecionados 24 artigos para análise. Percebeu-se que a utilização do termo engajamento estudantil abarca diversos aspectos, como: comportamentais, emocionais e cognitivos. Ademais, o termo possui características variadas e peculiares. Para mais, foi possível observar, nos artigos, que não há uma clara correlação entre o engajamento e a aprendizagem, fator que pode ser objeto de estudos para futuras pesquisas.</p> 2023-07-31T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior