A pesquisa psicanalítica e suas relações com a universidade

Camila Santos Lima Fonteles, Denise Maria Barreto Coutinho, Christian Hoffmann

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir o lugar da pesquisa em psicanálise no campo psicanalítico bem como na universidade. A psicanálise se constitui na dimensão de pesquisa reformulando-se continuamente como atesta o legado de Freud. Uma parte das produções psicanalíticas na universidade brasileira (teses) foi analisada em seus métodos e referenciais teóricos para discutirmos a interface pesquisa, psicanálise e universidade. A diversidade de métodos, temas, autores e de articulações aos saberes diversos, aliado ao caráter de inacabamento, constitutivo do referencial psicanalítico, permite dizer que na universidade, lócus tradicional da pesquisa, a psicanálise pode ser formulada e também reinventada.


Referências


ALTHUSSER, L. (1966/1993) “Trois notes sur la théorie des discours”, in ALTHUSSER, L. Écrits sur la psychanalyse. Paris: Stock/IMEC.

ASSOUN, P-L. (1978) Freud: a filosofia e os filósofos. Rio de Janeiro: Francisco Alves.

BEIVIDAS, W. (1999). O excesso de transferência na pesquisa em psicanálise. Psicologia Reflexão e Crítica, v. 12, n.3. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

BIRMAN, J. (2014a) “Os paradigmas em psicanálise”, in BIRMAN, J., KUPERMANN, D. & FULGÊNCIO, L. (orgs.). A fabricação do humano. Psicanálise, subjetivação e cultura. São Paulo: Zagodoni.

__________. (2014b) Arquivo e memória da experiência psicanalítica: Ferenczi antes de Freud, depois de Lacan. Rio de Janeiro: Contra-Capa.

BOURDIEU, P. (2004) Coisas Ditas. São Paulo: Brasiliense.

COLONOMOS, F. (1985). “Présentation”, in On forme des psychanalystes. Rapport original sur les dix ans de l’Institut Psychanalytique de Berlin 1920-1930. Paris: Denoël.

FIGUEIREDO, L. C. M. (2009) A Psicanálise e a clínica contemporânea. Contemporânea - Psicanálise e Transdisciplinaridade, v.7. Porto Alegre: Contemporâneo – Instituto de Psicanálise e Transdisciplinaridade, p. 9-17.

FREUD, S. (1996) Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago.

(1926) “A questão da análise leiga: conversações com uma pessoa imparcial”, v. XX, p.175-250.

FREUD, S. (2010) Sigmund Freud Obras Completas. São Paulo: Companhia das Letras.

(1912) “Recomendações ao médico que pratica a Psicanálise”, v. X, p. 147-162.

(1913) “Princípios básicos da psicanálise”, v. X, p. 268-276.

(1914) “Introdução ao narcisismo”, v.XII, p. 13-50.

(1915) “Os instintos e seus destinos”, v. XII, p. 51-81.

(1919) “Deve-se ensinar a psicanálise nas universidades?”, v. XIV, p. 377-381.

(1933) “Novas Conferências introdutórias à psicanálise”, v. XVIII, p. 124-354.

FREUD, S. (2011) Sigmund Freud Obras Completas. São Paulo: Companhia das Letras.

(1923) “Psicanálise e Teoria da Libido”, v. XV, p. 273-308.

(1925) “Autobiografia”, v. XVI, p.75-167.

FREUD, S. (2012) Sigmund Freud Obras Completas. São Paulo: Companhia das Letras.

(1914) “Contribuição à História do Movimento Psicanalítico”, v. XI, p. 245-327.

FREUD, S. (2014) Sigmund Freud Obras Completas. São Paulo: Companhia das Letras.

(1917) “Conferências introdutórias à psicanálise”, v. XIII, p. 14-613.

HOFFMANN, C., & BIRMAN, J. (2011) L’autonomie des universities et la nouvelle condition étudiante. La célibataire, v.23, Paris: EDK, p.55-62.

KUPERMANN, D. (2009) Sobre a produção psicanalítica e os cenários da universidade. Psico, v.40, n.3. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica Rio Grande do Sul, p. 300-307.

___________. (2014) Transferências cruzadas. Uma história da psicanálise e suas instituições (2a ed.). São Paulo: Escuta.

LACAN, J. (1967/2003) “Proposição de 9 de Outubro de 1967 sobre o psicanalista da escola”, in Lacan, J. Outros escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

___________. (1964/2003) “Ato de fundação”, in Lacan, J. Outros escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

MEZAN, R. (2014) O tronco e os ramos: estudos de história da psicanálise. São Paulo: Companhia das Letras.

SAFOUAN, M., & HOFFMANN, C. (2015) Questions psychanalytiques. Paris: Hermann.

SOKOLOWSKY, L. (2013) Freud et les Berlinois. Du congrès de Budapest à l’Institut de Berlim 1918-1933. Rennes: Presses Universitaires de Rennes.

SOUSA-SANTOS, B., & ALMEIDA-FILHO, N. (2008) A universidade no século XXI: para uma universidade nova. Coimbra: Almedina.

WIDLÖCHER, D. (2007) “L’instituition psychanalytique et la recherche”, in EMMANUELLI, M. & PERRON, R. (orgs.). La recherche en psychanalyse. Paris: Presses Universitaires de France.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Ágora - estudos em teoria psicanalítica
Instituto de Psicologia UFRJ
Campus Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 - Pavilhão Nilton Campos - Urca
22290-240 Rio de Janeiro RJ

e-mail: revistaagoraufrj@gmail.com