Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à periódico Lua Nova: Revista de Cultura e Política?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

Lua Nova aceita propostas de artigos, mas todas as colaborações serão submetidas ao Conselho Editorial da revista, que as encaminhará a dois pareceristas externos. Ao Conselho cabe a decisão final sobre a publicação, reservando-se o direito de sugerir ao autor modificações, com o objetivo de adequar o artigo às dimensões da revista ou ao seu padrão editorial. Salvo casos excepcionais, os originais não deverão ultrapassar 20 páginas (no programa Word: espaço 1,5; margens padrão, papel formato A4) ou cerca de 53.000 caracteres com espaços.

O autor deverá enviar ainda nota biográfica sucinta, com sua atividade atual e a instituição a que pertence, bem como resumo/ abstract do artigo,  em  português  e inglês, que não ultrapasse 10 linhas (cerca de 1.000 caracteres com espaços), com as respectivas palavras-chave/keywords, além do título traduzido em inglês. Os títulos devem ser precisos, nunca ultrapassando 1,5 linha.

A publicação de um artigo é de inteira responsabilidade do autor, não exprimindo, portanto, o endosso do Conselho Editorial.

Recomenda-se que os originais sigam as instruções básicas a seguir antes de serem   submetidos ao comitê editorial.

Instruções:

1)      Citações em língua estrangeira devem ser traduzidas no corpo do texto para o português. Se tradução livre, anotar isso, e, se necessário, inserir o original no rodapé. Grifos nas citações também devem estar esclarecidos se do autor original ou do autor do artigo.

2)      Todas as citações, por menores que sejam, devem conter sua fonte (autor ou publicação, ano e página); não usamos idem, ibidem. Veja observação nº 11. Citações que ocupem mais de 3 linhas no texto devem ser destacadas em corpo/letra menor em parágrafo separado.

3)      Todas as fontes citadas no texto devem estar com informações bibliográficas completas ao final do artigo, conforme Normas ABNT (apenas usamos itálico no lugar de negrito dessas normas).

4)      Toda fonte retirada de publicação eletrônica deve ser checada se o endereço/site funciona e ser incluída a data em que foi acessada.

5)      Notas de rodapé apenas complementam alguma informação do texto, nunca inserir nelas referências bibliográficas de autores ou obras que estão sendo tratados.

6)      Todas as siglas devem ser desmembradas em sua primeira ocorrência no texto. Repete-se o seu significado, isto é, a sigla por extenso ao longo do texto apenas se necessário.

7)      Não usamos destaques sublinhados ou em negrito. E o itálico é reservado principalmente para palavras estrangeiras. Usá-lo com parcimônia em outras situações.  As aspas são para conceitos, citações, ironias, suposições.

8)      Mas instituições estrangeiras são grafadas em letra normal, não em itálico, acompanhada de sua tradução em português se não for de conhecimento comum.

9)      Evitar repetições de palavras e vícios de linguagem, como “por meio de”; “crucial” etc.

10)   Atentar para a Nova Ortografia; se possível, concluído o artigo, passar corretor ortográfico do programa Word no comando Revisão/ABC ortografia e gramática. E atentar principalmente para a ortografia e digitação correta de palavras estrangeiras, em especial nomes de autores  ou obras.

11)   As fontes de citações ou remissões a obras feitas no texto seguem o sistema autor/data – o nome do autor só com a primeira letra em maiúscula. Exemplos: “[...] conforme Romano (1996)”; “<citação ou texto que remete ao autor/obra>” (Gurgel, 1997, p. 17) ou (Vieira e Lopes, 1994), se dois autores (note que não se usa “e” comercial: &), ou ainda (Barbosa Ribeiro, Gomes e Moreira Jr., 2011). Se houver mais de uma obra de mesmo autor e data, são identificadas tanto no texto como na bibliografia com o acréscimo de letras minúsculas. Exemplo: (Said, 2007a) ou (Said, 2007b, p. 35). E, na bibliografia:

SAID, E. W. 2007a. Humanismo e crítica democrática. São Paulo: Companhia das Letras.

      . 2007b. Orientalismo. São Paulo: Companhia das Letras.

12)    A indicação da data de um texto original ou da 1ª edição não é obrigatória apenas  se  convier à clareza do texto ou se fizer um levantamento bibliográfico. E, na bibliografia, primeiras edições “comuns” não são anotadas.

Exemplo:

Assim, ele assegurava, “cabe ao legislador [i.e. à multidão] corrigir governos ou mudá-los completamente, assim como para estabelecê-los” (Marsílio de Pádua, 1956 [1324], p. 87; grifos meus). Marsílio, de fato, transformou o ato de nomeação em um ato de fundação, introduzindo assim a ideia de soberania em termos de uma multidão produtiva, “uma casualidade ativa universal” que “forma” “estabelece” e “diferencia” as partes do Estado (Marsílio de Pádua, 1956 [1324], pp. 26, 63-4).

13)    Exemplos de normas e notações bibliográficas:

Livro de um autor:

GOMES, L. G. F. F. 1998. Novela e sociedade no Brasil. 3. ed. Niterói: Cortez.

STRAUSS, L. 1954. Droit naturel et histoire. Paris: Plon.

Livro de dois autores:

COSTA, P.; ZOLO, D. (orgs.). 2006. O estado de direito: história, teoria, crítica. São Paulo: Martins Fontes.

Livro com mais de três autores:

BOURDIEU, P. et al. 1999. The weight of the world. Cambridge: Polity Press.

Capítulo de livro:

BASSUL, J. R. 2010. “Estatuto da cidade: a construção de uma lei”. In: CARVALHO, C. S.; ROSSBACH, A. (orgs.). O estatuto da cidade: São Paulo: Ministério das Cidades/Aliança das Cidades, 2010, pp. 71-90.

Artigo em periódico:

FERNANDES, E. 2007. “Constructing the ‘right to the city’ in Brazil”. Social & Legal Studies, v. 16, n. 2, pp. 201-19.

GURGEL, C. 1997. “Reforma do Estado e segurança pública”. Política e Administração, v. 3, n. 2, pp. 15-21.

Trabalho apresentado em congresso:

BARREIRA, K. E. Sakalauska; BELAN- GERO, J. S. 2013. Suprema Corte norte-americana, Comissão Interamericana de Direitos Humanos e Corte Internacional de Justiça no caso Medellín. Paper apresentado no IV Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais, Belo Horizonte, 22  a 26  de julho.

Publicação em meio eletrônico:

MINISTÉRIO DA DEFESA. 2008. Estratégia nacional de defesa.  Disponível em: <www.defesa.gov.br/projetosweb/estratégia/arquivos/estrategia_defesa_nacional_portugues. pdf>. Acesso em: 23 set. 2013.

SANTOS, B. S. 2012. “Oitava carta às esquerdas: as últimas trincheiras”. Carta Maior, ago. Disponível em: <http:// www.cartamaior.com.br/templates/colunaMostrar.cfm?coluna_id=5737>. Acesso em: 10 jan. 2013.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outro periódico; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  3. URLs para as referências foram informadas quando possível.
  4. O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  6. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados neste periódico serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.