Suinocultor: Vivências de Prazer e Sofrimento no Trabalho Precarizado

Carmem Regina Giongo, Janine Kieling Monteiro, Gênesis Marimar Rodrigues Sobrosa

Resumo


Este estudo teve o objetivo de analisar as vivências de prazer e de sofrimento no trabalho de suinocultores, além de caracterizar a organização do trabalho e de compreender as estratégias defensivas utilizadas. O estudo teve um delineamento qualitativo e contou com a participação de 16 suinocultores. A coleta foi realizada através de grupos focais e de observação participante. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo. O prazer no trabalhado estava associado à manutenção da tradição familiar e ao cuidado dos animais. Nas vivências de sofrimento destacaram-se a sobrecarga de trabalho e o desgaste consequente. As estratégias defensivas identificadas foram a negação da dor e a racionalização. Como consequências foram identificados diversos danos à saúde física e mental dos trabalhadores.

Palavras-chave


psicodinâmica do trabalho; saúde do trabalhador; trabalhador rural

Texto completo:

PDF


Associação Brasileira de Psicologia Social www.abrapso.org.br