INVESTIMENTO EM CONEXÃO FÍSICA E O APROFUNDAMENTO DA INTEGRAÇÃO NA AMÉRICA DO SUL: EVIDÊNCIAS A PARTIR DO SEU FINANCIAMENTO

RUBIA CRISTINA WEGNER

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar esquemas do financiamento do investimento que fomenta a integração econômica sul-americana em infraestrutura, desde 2003. As iniciativas consideradas abrangem aumento da participação acionária desses países no Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e sua atuação regional; criação do Fundo de Convergência Estrutural do MERCOSUL (FOCEM) cujo capital é de membros plenos bloco, incluindo a Venezuela. A análise destes esquemas ocorreu com base nos recursos que aportaram na carteira IIRSA-COSIPLAN em relação à participação de Tesouros Nacionais pela comparação entre número e volume de recursos destinados aos EID, no escopo dos projetos que financiam, na evolução da sua carteira de créditos como um todo ou para a integração física regional e número de projetos concluídos em relação aqueles em execução e previstos naquela carteira. Um resultado importante é apontar a existência de esquemas isolados e, em parte, insuficientes de financiamento da integração física regional.



Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas
Rua Pitágoras, s/n. CP 6135.
13083-857 - Campinas - SP - Brasil
Tel.: +55 19 3521-5726
Fax: +55 19 3521-0120